13.11.2017 | 20h01


ALMOXARIFADO DO COXIPÓ

Computadores, remédios e televisores desaparecem e prefeitura 'abafa o caso'

O crime ocorreu no Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos), no dia 9 de outubro, mas, a Prefeitura decidiu 'abafar' o caso que só se tornou público nesta segunda-feira (13).


DA REDAÇÃO

Criminosos invadiram o almoxarifado da Prefeitura de Cuiabá, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, no bairro São Francisco, e furtaram 107 CPUs, 104 monitores, 10 televisores, além de medicamentos e insumos que seriam entregues às unidades de Saúde do Município.

O crime ocorreu no Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos (CDMIC), na tarde do dia 9 de outubro, mas a Prefeitura decidiu 'abafar' o caso, que só se tornou público nesta segunda-feira (13), após a imprensa ter acesso ao boletim de ocorrência.

A denúncia mostra que o diretor de Logística e Suprimento da Prefeitura, Altayr Paixão dos Santos, e o gerente de Patrimônio do Município, Marcos Antônio Ferraretto, procuraram a Polícia Civil, no dia 10 de outubro, ou seja, um dia após o furto, para denunciar que um dos servidores notou a falta de vários produtos que estavam guardados no almoxarifado.

À polícia, os servidores afirmaram que não houve arrombamento no almoxarifado e as câmeras de segurança foram mudadas de posição prejudicando a gravação de imagens dos criminosos.

Até o momento nenhum suspeito foi detido. O crime será investigado pela 3º Delegacia da Polícia Judiciária Civil do Coxipó.

Outra lado

Até a publicação desta reportagem, a Prefeitura de Cuiabá ainda não havia se manifestado oficialmente sobre o caso. 











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

OLIVEIRA CUIABANO  14.11.17 10h30
QUAL O INTERESSE DO PREFEITO ESCONDER ESTE TIPO DE PREJUIZO PARA A SOCIEDADE, UM A VEZ QUE SÃO ELAS QUE PAGAM OS IMPOSTOS, NÃO VEJA UMA TAMANHA FALTA DE RESPONSABILIDADE DESSE PREFEITO QUE ESTA DEIXANDO A DESEJAR, NESTE CASO O MESMO DEVERIA REUNIAR A MIDIA JUNTAMENTE COM AS AUTORIDADES, PARA FALAR PARA A POPULAÇÃO QUE TINHA SIDO ROUBADO VARIOS EQUIPAMENTOS E REMEDIOS, E QUE A JUSTIÇA IRIA FAZER UMA INVESTIGAÇÃO MINUCIOSA PARA DESCOBRIR O BANDO QUE ROUBOU, NÃO FICAR CALADO.

Responder

5
0
Eduardo Alvarenga  14.11.17 10h16
Rapaz, quanta incompetência. E melhor passar isso para ser armazenado em uma iniciativa privada de segurança. Bom, agora e somente acionar o Seguro. Porém muito mal esclarecido isso, foi mudado as câmeras com aval de quem? foi mudado para uma visualização melhor ou pior? mas pelo jeito foi pior.

Responder

5
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER