11.10.2017 | 13h34


CONFESSOU O CRIME

Assassino de adolescente é preso, mas foge por buraco na parede

Carleandro da Conceição quebrou a parede da cela onde estava e conseguiu fugir. O crime aconteceu em Terra Nova do Norte (a 675 km de Cuiabá), em abril deste ano.


DA REDAÇÃO

Carleandro da Conceição, de 26 anos, preso nesta terça-feira (10) por ter assassinado a adlescente Alana Aparecida Ramos de Jesus, de 15 anos, quebrou a parede da cela onde estava e conseguiu fugir. O crime aconteceu em Terra Nova do Norte (a 675 km de Cuiabá), em abril deste ano.

Nesta terça, a Polícia Judiciária Civil conseguiu prender o assassino no Distrito Entre Rios, próximo à Nova Ubiratã (a 506 km de Cuiabá), onde ele utilizava um nome falso para não ser reconhecido. 

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi acionada para analisar a cela onde Carleandro estava preso e apontar que tipo de ferramenta foi usada para perfurar a parede. Ainda não se sabe se ele teve ajuda de outra pessoa. Os policiais buscam pistas do paradeiro do assassino.

De acordo com o investigador Aray Carlos Barbosa, o criminoso era monitorado pela Polícia da região há algumas semanas.

Quando ele foi encontrado, se identificou aos policiais como Orlando, mas depois confessou ser o autor do crime.  

A prisão preventiva do suspeito foi decretada pelo Juiz da Vara Única de Terra Nova do Norte, Jean Pauo Leão Rufino.

As investigações apontaram que Carleandro tinha sido visto saindo de um bar e pegando carona com Alana um dia antes do desaparecimento dela. Ele teria cometido o crime para roubar o carro da vítima.

O corpo da adolescente foi encontrado com marcas de facadas em um matagal e o carro dela, modelo picape Strada, foi encontrado abandonado com os pneus estourados às margens da BR-163 entre Terra Nova do Norte e a cidade de Itaúba.

 

O caso

A adolescente desapareceu no dia 11 de abril, quando saiu da cidade onde morava, Terra Nova do Norte, rumo a Sinop (a 500 km de Cuiabá) para tentar vender o carro que era do marido dela que tinha falecido.

O corpo de Alana foi encontrado cinco dias depois em uma região de mata, em um loteamento, nos fundos da Associação dos Criadores de Terra Nova do Norte (Acriterra). 

Ela foi assassinada com pelo menos duas facadas. À época, outro homem chegou a ser detido por suspeita de envolvimento no crime e, depois, liberado por falta de provas.

 

Leia mais

Assassino de garota desaparecida queria roubar carro que ela vendia

Corpo de garota desaparecida há 4 dias é encontrado na mata; dois são acusados

Garota de 15 anos desaparece após sair para vender carro











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER