Cuiabá, 17 de Janeiro de 2017

Facebook Twitter Rss
11.01.2017 | 09h04
A- | A+


POLÍCIA / LEVOU TRÊS TIROS

Adolescente baleada em briga por drogas fica paraplégica em VG

Dos três tiros que atingiram I.A.M., de 17 anos, um acertou a coluna, levando a garota a perder o movimento das pernas


DA REDAÇÃO

RepórterMT

Clique para ampliar

Os tiros acertaram a coluna, diafragma e rosto da vítima, que tem 17 anos; a DHPP investiga o crime

A adolescente I. A. M., de 17 anos, perdeu o movimento das pernas, após ser alvo de uma tentativa de assassinato, na tarde desta terça-feira (10), no bairro Jardim Glória, em Várzea Grande.

O crime aconteceu após uma briga por drogas e, dos três tiros que atingiram a menor, um acertou a coluna.

A informação foi confirmada pela assessoria do Pronto-Socorro da cidade.

A tentativa de assassinato aconteceu por volta das 12h. Os outros dois disparos acertaram o rosto e o diafragma da menor. Ninguém foi preso, até o momento.

De acordo com a Polícia Militar, a adolescente é moradora de rua e tem passagens Pela polícia em atos infracionais por roubo de motocicletas.

O boletim médico informa que I.A.M. passou por cirurgia na noite de ontem e seu estado de saúde é considerado grave.

Ainda segundo a PM, um homem conhecido como "Bebezão" seria o autor dos tiros que acertaram a garota.

Ele já teria tentado matar a adolescente outras vezes.

A Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) investiga o crime. 

Leima mais: 

Em briga por drogas, menor é baleada na cabeça em Várzea Grande

Em nota, a assessoria do Pronto-Socorro informou que o atual estado de saúde da adolescente é estável e que ela respira sem ajuda de aparelhos.

CONFIRA NA ÍNTEGRA

"A paciente I. A. M. de 17 anos, segue internada num leito de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital e Pronto-Socorro de Várzea Grande. O quadro de saúde dela é estável. Ela não está entubada e está em ar ambiente, ou seja, não depende de ventilação mecânica para respirar. Também não tem febre e está sob acompanhamento de uma equipe de neurocirurgia e cirurgia-geral. Ela foi atingida por três disparos de arma de fogo e na tarde de terça-feira logo após ter dado entrada no box de emergência do Pronto-Socorro recebeu atendimento na Clínica Cirúrgica e passou por procedimento cirúrgico para retirada dos projéteis".



COMENTÁRIOS









Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER