14.09.2018 | 08h33


PEPINO SOBRE TRILHOS

Wellington: 'Grande erro de Taques foi judicializar o VLT'

Para o candidato ao Governo, Wellington Fagundes, as auditorias dificultaram, ainda mais, a retomada das obras do modal entre Cuiabá e Várzea Grande.


DA REDAÇÃO

O senador Wellington Fagundes (PR), candidato ao Governo do Estado, afirmou que um dos grandes erros do governador Pedro Taques (PSDB), candidato à reeleição, foi determinar auditoria no projeto de construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) quando assumiu a Administração estadual, em 2015.

Para Fagundes, as auditorias dificultaram, ainda mais, a retomada das obras do modal entre Cuiabá e Várzea Grande.

“O VLT é algo que realmente vai exigir muita força e diálogo para que a gente possa encontrar a melhor forma de solucionar, pois hoje está judicializado e penso que esse foi o grande erro do atual governador Pedro Taques. Tem que fazer auditoria e entregar ao Tribunal de Contas, aos órgãos de controle. Hoje nós temos o Ministério Público muito atuante, então o Estado poderia mandar fazer as auditorias e continuar trabalhando”, argumentou.

“O VLT é algo que realmente vai exigir muito força e diálogo para que a gente possa encontrar a melhor forma de solucionar, pois hoje está judicializado e penso que esse foi o grande erro do atual governador Pedro Taques", disse Wellington.

O republicano também voltou a acusar Mauro Mendes (DEM), candidato ao Governo, de ter sido omisso em relação às irregularidades apontadas nas obras VLT, que estão paralisadas desde 2014. Segundo o republicano, o papel do chefe do Poder Executivo é fiscalizar os projetos que estão sendo desenvolvido em seu município, o que, para ele, Mendes não fez. Fagundes sugere ainda que o democrata segue como aliado de Taques, já que foi coordenador da campanha do tucano nas eleições de 2014.

“No município quem faz a fiscalização e quem dá o alvará de licença é o prefeito. E na obra do VLT houve uma omissão total, inclusive do candidato da oposição, que participa do mesmo Governo. Ele [Mauro] indicou as pessoas do Governo Pedro, e estão juntos”, declarou em entrevista ao programa MTTV 1ª edição, da TV Centro América, de quinta-feira (13).

 

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER