13.06.2018 | 11h16


CASA DOS HORRORES

Wellaton: denúncia de roubo de Verba Indenizatória é mágoa de servidor demitido

O ex-chefe de Gabinete, Jadson Nazário, disse que foi nomeado sob a condição de devolver R$ 4 mil pagos de Verba Indenizatória, para poder manter o salário de R$ 6 mil na Câmara


DA REDAÇÃO

O vereador Felipe Wellaton (PV) usou a Tribuna da Câmara de Cuiabá, nesta terça-feira (12), para se defender da acusação do seu ex-chefe de Gabinete, Jadson Nazário de Freitas, que era obrigado a devolver o valor da Verba Indenizatória para o parlamentar.

"Além desse servidor estar magoado com o fato de ter sido demitido do meu gabinete, ele ainda está sendo instigado por alguém que é um dos beneficiários da Prefeitura. A verdade vai vir à tona, vamos empreender todos os esforços jurídicos para que a verdade não fique sepultada", ponderou Wallaton.

De acordo com Wellaton, a acusação é fantasiosa e que o ex-assessor teria ficado "magoado" por ter sido demitido. Wellaton ainda comentou que a denúncia feita pelo ex-servidor ao Ministério Público do Estado (MPE) teria sido estimulada por um empresário que recebe benefícios da Prefeitura.

"Além desse servidor estar magoado com o fato de ter sido demitido do meu gabinete, ele ainda está sendo instigado por alguém. A verdade vai vir à tona, vamos empreender todos os esforços jurídicos para que a verdade não fique sepultada", ponderou.

Sobre a acusação de que teria pedido o repasse de R$ 4 mil para quitar uma dívida de sua empresa Açai das Águas, que fica no Parque das Águas, o vereador negou a acusação dizendo que teria repassado o valor para pagar uma dívida sobre a criação de um aplicativo para seu gabinete.

"Nunca pedi e jamais recebi a verba indenizatória. Desafio o denunciante e vou disponibilizar ao Poder Judiciário o acesso a todas as minhas contas bancárias, pois estará provado que jamais recebi verba indenizatória indevida. É preciso deixar claro que verba indenizatória não é, e nem era, uma renumeração do chefe de gabinete e nem uma renumeração pessoal do vereador, pois ficou estabelecido e combinado que o valor era para pagar despesas do gabinete, sendo assim fantasiosa a afirmação de pagamento do servidor a minha empresa", ponderou Wellaton.

O ex-chefe de Gabinete  denunciou o parlamentar esta semana e disse que que foi nomeado chefe de Gabinete sob a condição de devolver R$ 4 mil pagos a título de Verba Indenizatória, para poder manter o salário de R$ 6 mil na Câmara. 

Leia mais

Ex-assessor denuncia vereador por 'roubar' verba indenizatória











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Lopes  13.06.18 11h56
Seguindo essa lógica, então as denúncias que ele faz contra o prefeito, é mágoa com o prefeito, certamente por não ter cargos na prefeitura.....kkkk

Responder

6
2

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER