10.05.2019 | 12h00


APÓS CONFUSÃO

Vereador Abílio nega ter usado drone para filmar casa do prefeito

Declarações do vereador são referentes a postagem no Facebook , em que o prefeito Emanuel Pinheiro afirmou que ele havia invadido sua casa com o uso de drone para filmagem.


DA REDAÇÃO

O vereador de Cuiabá, Abílio Júnior (PSC) rebateu as acusações feitas pelo prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB), de que ele teria invadido e feito imagens com drone, da casa do gestor.

Em publicação com vídeos e imagens, em suas redes sociais, o político argumenta serem falsas as informações divulgadas pelo prefeito. Ele afirma que o intuito é desviar o foco da obra, na casa do prefeito, que segundo ele estaria irregular. Veja a postagem

O legislador argumentou que a imagem feita por drone, que ele mostrou, foi recebida oriunda de uma denúncia e que  foi feita em data anterior a da confusão em que ele foi flagrado filmando a casa do prefeito e teve o celular tomado pelo motorista da primeira-dama, Márcia Pinheiro. 

Sobre a filmagem que fazia no local ele argumenta que estava fiscalizando uma obra irregular, sem alvará, que foram feitas denúncias aos órgãos competentes e nenhuma providência havia sido tomada.

“Não tentei invadir a casa do prefeito, estava na rua, longe até do muro da sua casa”, diz trecho da publicação.

“Não tentei invadir a casa do prefeito, estava na rua, longe até do muro da sua casa”, diz trecho da publicação.

PM

O vereador afirmou que não foi preso e que teria sido ele quem fez o chamado da Polícia Militar, por ter o celular roubado.

Acusações

Em sua página do Facebook, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro repudiou a ação do vereador, que classificou como “sem limites”.

Na postagem Emanuel acusou Abílio de sobrevoar sua casa com drone para filmar as dependências da propriedade. Ele ainda pediu que o legislador fosse detido pelo desrespeito.

“Abílio ameaçou, intimidou e humilhou nosso prestativo motorista Jonai; Chega! Esse indivíduo precisa ser detido! Não posso aceitar como cidadão e como prefeito da Capital, uma atitude como essa! Passa de todos os limites toleráveis. O que ele faz não é oposição, o que ele faz é desrespeito", publicou.

Entenda o caso

Após ser pego filmando a casa do prefeito, na quinta-feira (09), Abílio e o motorista da primeira-dama bateram boca e com a chegada da PM  foram encaminhados à delegacia.

Dentro da viatura, o vereador publicou um vídeo em suas redes sociais, argumentando que estava fiscalizando uma obra, que segundo ele, seria  irregular, sem alvará, na casa do Emanuel Pinheiro.

No boletim de ocorrência foi registrado que o motorista afirmou ter devolvido o celular ao parlamentar assim que a equipe da Polícia Militar chegou ao local.

Leia mais:
Vereador Abílio é detido pela PM por espionar a casa do prefeito; veja B.O

Emanuel sobre vereador Abílio Júnior: Esse sujeito precisa ser detido

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Carlos Nunes  12.05.19 10h42
Agora caberia ao CREA/MT, ir até a casa do Prefeito pra fiscalizar a Obra, se tem projeto, se tem engenheiro tomando conta...e fiscalizar também se tem Alvará do Meio Ambiente, e outros papéis que tornam a obra legal. É assim que funciona. Resta saber se o CREA/MT, e outros Órgãos fiscalizadores, vai ter a coragem pra fazer isso...Passei neste final de semana pela Prainha, e vi uma obra ao lado da Pax Nacional, interditada por não cumprir as Normas da cidade. Parece que queriam fazer um simples Estacionamento e foram impedidos...pelas Normas.

Responder

3
0
Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER