11.10.2018 | 07h00


OBRA INACABADA

Taques quer entregar novo Pronto-Socorro para evitar inauguração por Mauro

Secretário-chefe da Casa Civil, Ciro Rodolpho afirmou que obras serão prioridade nos últimos meses da gestão Taques.


DA REDAÇÃO

O secretário-chefe da Casa Civil, Ciro Rodolpho Gonçalves afirmou que o Governo irá priorizar três obras em Cuiabá para serem entregues até o final da gestão do governador Pedro Taques (PSDB). As saídas para Chapada dos Guimarães e para o Distrito da Guia, além da parte física do novo Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá, receberão os maiores esforços do Governo na reta final.

“Temos que fazer a conclusão efetiva porque isso foi a marca do governador Pedro Taques e do nosso secretário de Infraestrutura, Marcelo Duarte. Estamos em fase de conclusão da iluminação dessas saídas. Nós temos também um grande desejo de entregar o Pronto-Socorro, embora a compra dos equipamentos tenha ficado prejudicada e deve ocorrer apenas no ano que vem. Mas naquilo que nos competir financeiramente na obra física, vamos concluir”, projetou o secretário.

"Ainda temos 80 dias e, nesse período, cada secretário, talvez não consigam entregar tudo, mas pautamos aquilo que é essencial”

Ciro falou que o Governo pretende “honrar compromissos” feitos durante a campanha de 2014, quando Taques foi eleito. No domingo (7), o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM) foi eleito governador, no primeiro turno, com 58,69% dos votos válidos. Pedro Taques, que tentava a reeleição, foi apenas o terceiro colocado na disputa, com 19%. Ele ficou atrás do senador Wellington Fagundes (PR), que obteve 19,56% dos votos.

“Temos uma carta de compromisso feita com o mato-grossense desde a eleição de 2014. Ainda temos 80 dias e, nesse período, cada secretário, talvez não consigam entregar tudo, mas pautamos aquilo que é essencial”, lembrou o secretário.

O chefe da Casa Civil será o responsável por conduzir a transição para a gestão Mauro Mendes. Pelo lado do novo Governo, será o próprio governador eleito quem irá coordenar a mudança nos próximos meses.

Leia mais:

Taques nomeia chefe da Casa Civil para conduzir transição de Governo

PSDB de MT não terá representantes no Congresso e menos 2 na Assembleia

Taques diz que 'eleitor não erra' ao falar sobre vitória de Mauro Mendes











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

deovaldo  11.10.18 11h12
Vai ser reconhecido como o governador que não concluiu a obra,,transferirá de Julio Campos que não concluiu Há 30 anos e será do Senhor, não faça isso,,,placa fica e a saude do povo é a que vai embora,,,Reflitam,,,se quer placa , manda colocar várias com o nome do senhor no estado...não precisa dessa mesquinharia não,,,sabemos que foi mal gestor .

Responder

4
0
Ana  11.10.18 10h51
Não engula essa "bucha", como diz o gaúcho, Taques! Essa obra faraônica não vai necessariamente salvar mais vidas...

Responder

0
4

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER