17.06.2017 | 14h50


REVELAÇÕES DA SODOMA

Silval cofirma que Wallace usou propina de gráficas em campanha de 2012

O ex-governador Silval Barbosa (PMDB) disse que o ex-prefeito de Várzea Grande, Wallace Guimarães, recebeu dinheiro de propina em "Caixa 2" para quitar dívidas de campanha das eleições de 2012.


DA REDAÇÃO

A pedido do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), as gráficas de Liz e Intergraf e Editora pagaram por meio de “Caixa 2”, aproximadamente, R$ 2,8 milhões ao ex-prefeito cassado de Várzea Grande, Wallace Guimarães (PMDB), durante a campanha de 2012.

A afirmação consta na decisão da juíza Selma Rosane Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, que alterou a prisão preventiva do ex-governador, para domiciliar, na última terça-feira (13).

Confessou, ainda, que no ano de 2012 combinou com César Zílio [então secretário de Administração] recebimentos de propinas de empresas do ramo gráfico representadas por Wallace Guimarães, tendo acertado na ocasião que Wallace iria efetuar apenas parte dos serviços contratados e, em contrapartida, repassaria propina a César Zílio e utilizaria parte desses recursos na campanha eleitoral para Prefeitura de Várzea Grande em 2012”, diz trecho do documento.

O dono da gráfica Liz, o empresário Antônio Roni de Liz, e o empresário Evandro Gustavo Pontes, proprietário da Intergraf, já foram denunciados pelo Ministério Público do Estado (MPE).

Juntas, as empresas firmaram contratos na gestão Silval no valor de quase R$ 5 milhões em verba para serviços. Para o MPE, tudo foi feito com o objetivo de desviar dinheiro público, já que não havia necessidade dos contratos.

A promotora de Justiça Ana Cristina Bardusco pediu, em suas alegações finais no processo que investiga o caso, a condenação do ex-prefeito cassado e dos empresários. 

A partir de agora, o pedido do Ministério Público será analisado pela juíza da Selma Arruda. Caso sejam condenados, a pena pode chegar a 12 anos de prisão e multa.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER