11.10.2017 | 18h22


DETERMINOU NOVA PRISÃO

Perri aponta que cabo da PM escondeu sistema de ‘grampos’

Foi determinada busca e apreensão na casa do cabo da PM, Gerson Luiz Ferreira, para recolher todos os equipamentos eletrônicos.


DA REDAÇÃO

O desembargador do Tribunal de Justiça, Orlando Perri determinou, nesta quarta-feira (11), a prisão preventiva do cabo da Polícia Militar, Gerson Luiz Ferreira, apontando que o militar escondeu o aparelho do "Sistema Sentinela", responsável pelas interceptações telefônicas clandestinas operadas pela PM.

Gerson já está preso no Centro de Custódia da Capital desde o dia 23 de maio, acusado de ser o responsável pela estruturação do Núcleo de Inteligência da PM, ao lado do ex-comandante-geral da corporação, Zaqueu Barbosa, também preso.

É de bom alvitre salientar que pesa contra o Cb. PM Gerson Correa não apenas a acusação de ter retirado o equipamento Sentinela e de mantê-lo escondido todo este tempo. Há, ainda, a fundada suspeita de que a participação do Cb. PM Gerson Correa foi relevante – para não se dizer relevantíssima – para o sucesso obtido pela provável organização criminosa para realização de escutas ilegais no Estado de Mato Grosso”, destacou o magistrado.

Pela suspeita de que o militar escondeu o equipamento, Perri também mandou que os delegados Ana Cristina Feldner e Flávio Stringueta façam busca e apreensão na casa de Gerson, localizada no bairro Metrópolis, em Várzea Grande.

As apreensões devem alcançar todos os equipamentos eletrônicos, como celulares, computadores, pendrives e qualquer objeto que possa ter interesse na investigação, inclusive imagens do circuito interno existente no local. Pessoas que estiverem na residência também terão celulares apreendidos.

Estão autorizados, ainda, a apreender todo e qualquer material utilizado para espionagem, para serviço de inteligência, em especial de captação de áudio e imagens [óculos, chaveiros, canetas, broches, etc.] ou utilizados para interceptações telefônicas, em especial, as placas dos Sistemas Wytron e Sentinela”, decretou Perri aos policiais.

Perri determinou ainda que Gerson passe por audiência de custódia na 11ª Vara Criminal Militar e permaneça detido no Centro de Custódia.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER