08.11.2018 | 10h30


DADOS NO TSE

Mauro investiu 'apenas' R$ 17 mil do próprio bolso em campanha para governador

Despesas realizadas foram de R$ 5,4 milhões durante a campanha, enquanto o arrecadado foi de R$ 4,1 milhões. O limite estabelecido é de R$ 5,6 milhões


DA REDAÇÃO

Dados divulgados na quarta-feira (07) pelo portal DivulgaCand, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), revelam que o governador eleito Mauro Mendes (DEM) gastou mais do que arrecadou durante os 45 dias de campanha eleitoral – de 16 de agosto a 29 de setembro. A receita do democrata foi de R$ 4,1 milhões; e as despesas superaram os R$ 5,4 milhões, com isso o déficit gerado foi de R$ 1,3 milhão. O gasto, porém, está dentro do limite estabelecido, que é de R$ 5,6 milhões. 

O principal doador foi o Diretório Nacional dos Democratas que investiu R$ 2 milhões, seguido de seu vice, Otaviano Pivetta (PDT), que doou R$ 867 mil. Mauro investiu do próprio bolso apenas R$ 17 mil.

A maior parte das despesas foram concentradas para produção de propagandas no rádio e na TV. Com as peças publicitárias Mauro gastou R$ 2,5 milhões.

Os principais fornecedores nesse quesito foram as empresas TR Produção de Som e Imagens e Antecipar Consultoria e Comunicação, que receberam R$ 875 mil cada; e a Renca Agência de Comunicação LTDA, que recebeu R$ 500 mil.

Para visitar os municípios do interior, Mauro fretou aeronaves da empresa Abelha Táxi Aéreo e Manutenção ao custo de R$ 336, 2 mil.

Já o jurídico da campanha foi feito pelo escritório Cyrineu e Silva Advocacia, que cobrou R$ 300 mil. 

O ex-prefeito de Cuiabá foi eleito no primeiro turno com 840.094 votos válidos, o que representou 58% do eleitorado mato-grossense. O democrata desbancou o atual govenador, Pedro Taques (PSDB), e o senador Wellington Fagundes (PR), seus principais adversários na disputa ao Palácio Paiaguás.

Leia mais 

Soma de gastos de Mauro, Wellington e Taques chega a R$ 7 milhões 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

O Governo de Mauro Mendes vai ser melhor ou pior que o de Pedro Taques?

Melhor

Pior

Iguais

Não sei

  • Parcial Votar

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER