07.01.2019 | 17h22


GARGALO FINANCEIRO

Maluf reconhece culpa de Taques por buraco no caixa e crise com servidores

“Eu entendo a dificuldade, o gargalo financeiro, até porque isso veio do governo anterior", disse o deputado em entrevista à Rádio Capital FM



O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB), defende que o Governo do Estado dialogue com os servidores públicos acerca do escalonamento de salários e pagamento do valor referente ao décimo terceiro. Maluf reconheceu que a situação atual, foi concebida no governo de Pedro Taques, seu colega de partido. 

“Eu entendo a dificuldade, o gargalo financeiro, até porque isso veio do governo anterior, não é uma situação que o governador está inventando. Porém, eu defendo que haja diálogo com os servidores, o que eu acho que faltou um pouco na gestão passada. Precisamos dialogar com os servidores, dar transparência ao que acontece com o governo e de que forma poderemos superar isso. Só com diálogo é que nós vamos superar essa crise”, declarou o parlamentar, em entrevista à Rádio Capital FM, nesta segunda-feira (07).

A falta de informações, segundo Maluf, agrava ainda mais a difícil situação enfrentada pelos servidores que ainda não receberam o salário referente ao mês de dezembro de 2018, bem como o décimo terceiro.

“Uma coisa é você saber que vai receber o seu dinheiro em um determinado dia e que, caso tenha um novo Fethab, por exemplo, esses recursos vão entrar no fluxo. Outra coisa é não ter nenhuma previsão. Então eu defendo que haja esse diálogo”, acrescentou.

O deputado disse ainda que o Governo do Estado também terá dificuldades para resolver a questão relativa ao repasse do duodécimo dos Poderes, mas afirmou acreditar que tudo poderá ser resolvido. “Sei que esse início de ano não vai ser nada fácil, mas sou otimista. Acho que vamos superar essa crise e Mato Grosso será mais forte”, concluiu. 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Jorge   08.01.19 18h26
uai ele estava na onde que so descobriu isso agora. pedro taques foi uma $%$%%##$@ para este estado junto com muitos deputados. inclusive este

Responder

0
0

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER