15.04.2019 | 08h53


CORTANDO NA CARNE

Governo cumpre a promessa e demite 3 mil servidores

Anúncio dos cortes havia sido feito em janeiro deste ano e faz parte do ‘pacotão’ de ajuste fiscal de Mauro Mendes.


DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que de janeiro até o início deste mês o Governo “já demitiu três mil servidores” em cargos de comissão, com objetivo de enxugar a máquina pública e gerar economia aos cofres públicos do Estado, conforme o prometido.

A informação foi repassada por Mendes, na manhã desta segunda-feira (15), durante entrevista ao vivo no programa Chamada Geral, da Rádio Mega FM (95.9).

O governador disse que as exonerações já ocorreram em diferentes áreas do Estado, no entanto, não detalhou as Secretarias, órgãos e autarquias onde as demissões ocorreram.

Ressaltou que a medida faz parte do pacote de ajuste fiscal denominado de “Pacto por Mato Grosso”, que propõe uma série de ações econômicas para reduzir o déficit das contas públicas que, segundo os cálculos do Governo, chega a R$ 3,9 bilhões entre dívidas restos a pagar.

“Tenho certeza de que com essas ações, nos próximos quatros anos, nós teremos um Estado enxuto, com capacidade de endividamento, que honre os compromissos com os fornecedores e que no final de cada mês a despesa, pelo menos, seja igual a receita”, frisou o governador ao acrescentar que com as finanças mais equilibradas o Estado terá capacidade de fazer investimentos sociais.  

Salários dos servidores

Mendes também afirmou que pretende voltar a pagar cem por cento os salários dos servidores a partir de junho. Atualmente, os trabalhadores recebem de forma parcelada.

Para pagar novamente o salário em dia, o Governo aposta na aprovação do empréstimo dolarizado junto ao Banco Mundial, no valor de mais de R$ 1 bilhão, com objetivo de pagar a dívida pública que foi renegociada pelo ex-governador Silval Barbosa, em 2012, para financiar as obras da Copa do Mundo de 2014.

A medida já foi autorizada pela Assembleia Legislativa e agora passará por avaliação do Tesouro Nacional, aprovação no Senado Federal e depois segue para a sanção presidencial.

Leia mais

Mauro exonera mais 115 servidores comissionados; Veja lista completa

 

 











(8) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Everton   16.04.19 10h02
Demitiu 3 mil e contratou 5 mil...

Responder

2
0
Processo 131679/2018  15.04.19 19h11
Quero ver cortar mesmo: olhem o processo 131679/2018. PeloamordoBem! Cortar mesmo Governador fique de olho em SECRETARIA E SECRETARIO .... esse processo É UMA VERGONHA! O IPC foi DEMITIDO em 19/03/2019 do cargo de professor e continua dando aula aqui na Escola Almira no CPA II ! DIZEM QUE TEM GENTE MUITO PERTO AJUDANDO ! E OS OUTROS IPC QUE SAIRAM do cargo pra não ser demitido dos dois ? O IPC desse processo deita e rola ! ESTAMOS EM QAP!

Responder

0
0
ana  15.04.19 15h19
CASA CIVIL ainda ta cheio de filhinho(a) de papai e mamae

Responder

19
1
Cassemiro  15.04.19 14h31
De boa vontade o inferno está cheio...É pra lá que MM também irá....Hasta la vista hombre!

Responder

10
2
JOSÉ EDUARDO SILVA PENHA  15.04.19 13h47
Contratou quantos?

Responder

26
0
Matéria(s) relacionada(s):

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER