Cuiabá, 19 de Fevereiro de 2017

Facebook Twitter Rss
10.01.2017 | 09h30
A- | A+


PODERES / MEDIDAS AMARGAS

Ex-coveiro que virou prefeito inicia mandato com aumento de impostos

O novo prefeito de Santo Afonso alega que, para melhorar os serviços e atender às necessidades de Santo Afonso, terá que aumentar tributos


DA REDAÇÃO

RepórterMT

Clique para ampliar

Joabe de Almeida, que já foi coveiro e gari, foi eleito prefeito de Santo Antônio

O ex-gari, ex-coveiro e garimpeiro Joabe de Almeida assumiu a Prefeitura de Santo Afonso (266 km ao Norte de Cuiabá) com um "presente de grego" para os cerca de 2 habitantes da cidade: um aumento de impostos.

Almeida alega que a medida impopular se faz necessária para aumentar a arrecadação da Prefeitura e fazer face à crise econômica.  

O orçamento anual da Prefeitura de Santo Afonsono é de R$ 1,3 milhão. 

Segundo Joabe, o primeiro reajuste deve ocorrer no tributo pago na aquisição do imóvel e a oficialização do processo de compra e venda, conhecido como Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI).

“Quero rever todos os valores de cobrança de impostos, principalmente do ITBI, que está muito defasado. O valor do alqueire das propriedades de Santo Afonso chega a R$ 70 mil", disse.

Ele lembrou que legislação municipal, nesses casos, determina que a taxa pública não ultrapasse R$ 6 mil por alqueire, mesmo que o cálculo  do valor do imóvel ultrapasse essa margem.

"Quero me adequar à nova lei para investir em Santo Afonso”, disse Joabe.

A taxa de saneamento básico também deve ter reajustes. O fornecimento de água, segundo o prefeito, é precário na cidade e, por isso, ele pretende contratar uma empresa para regularizar o serviço.

“Há muita falta de água e muitos não pagam pelo fornecimento. Para que eu possa cobrar de maneira correta e justa, preciso primeiro colocar água nas caixas da população”, garante.

Joabe não descartou a possibilidade de terceirizar os serviços, mas garantiu que, neste primeiro momento, quer atrair investimento para o município. Ele disse que, caso tenha êxito, não vai precisar adotar a medida.

“Estou contratando uma empresa para regularizar o serviço. No momento, não vou terceirizar. Que atrair empresário para trabalhar com responsabilidade e ajudar o Município”, destacou.

Bicicleta

Joabe foi eleito em outubro passado com 1.088 votos e chamou a atenção por sua história de superação.

Durante o período eleitoral, usou apenas uma bicicleta para percorrer a cidade buscando votos dos dos eleitores.

Há um ano afastado da profissão de coveiro e gari, ele assumiu - no domingo (1º) - o cargo político mais importante da cidade. (Leia mais AQUI)



(3) COMENTÁRIOS









Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Raposão   10.01.17 17h03
A mais pura verdade é que muitos municípios brasileiros não deveriam ter sido emancipados, isso ocorreu e ocorrerá apenas por cunhos políticos e nada de progresso.

Responder

1
0
Marcos  10.01.17 13h40
Esse resolveu enterrar mais gente, trocou a pá pela caneta.

Responder

4
4
Pirmo Ferreira de Moura Neto  10.01.17 09h57
Exemplo para todos os políticos do Brasil. Joabe mostra a importância da humildade. Agora, prefeito, com certeza ele fará uma boa administração.

Responder

6
6

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER