08.08.2018 | 19h23


PALANQUE ADVERSÁRIO

Emanuel vai pedir liberação ao MDB para apoiar Wellington ao Governo

O emedebista alega que precisa honrar com os compromissos feitos com o republicano depois de ser eleito prefeito.


DA REDAÇÃO

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) vai pedir autorização formalmente a seu partido para apoiar publicamente a campanha do senador Wellington Fagundes (PR) ao Governo do Estado. A sigla está coligada com a chapa do ex-prefeito Mauro Mendes (DEM), que também disputa o Palácio Paiaguás.

Emanuel disse que não quer se esconder durante o pleito e que pretende honrar compromissos feitos com o republicano depois de ser eleito prefeito.

“Eu quero pedir a autorização porque eu também não quero ficar igual a um tatu, né? Não participando do processo, até porque eu não estou fazendo nada de errado, tudo isso foi acordado e eu quero que isso seja institucionalmente autorizado”, disse.

“Eu quero pedir a autorização porque eu também não quero ficar igual a um tatu, né? Não participando do processo, até porque eu não estou fazendo nada de errado, tudo isso foi acordado e eu quero que isso seja institucionalmente autorizado”, disse.

O MDB vinha construindo desde 2016 as possíveis candidaturas de Wellington, agora confirmada, e também do conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TC E) Antonio Joaquim. O conselheiro não conseguiu viabilizar sua candidatura, restando a missão a Wellington. 

O MDB, que está oficialmente coligado com Mendes, concedeu permissão semelhante à deputad Janaina Riva para que apoie a candidatura de Wellington Fagundes, mas sem subir no palanque adversário.

O prefeito afirmou que aguardava a confirmação das candidaturas para pedir ao MDB autorização para apoiar Wellington. 

Emanuel não participou de nenhuma das convenções partidárias realizadas no final de semana.

Na convenção do PR, também foi oficializada a candidatura do filho do prefeito, o agora candidato a deputado federal Emanuelzinho (PTB).

“Inclusive a minha esposa que o acompanhou na convenção por conta do meu partido, em respeito ao meu partido”, disse o prefeito.

Leia mais

Wellington diz que vence eleição porque faz campanha sem baixaria











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

MARIA TAQUARA  08.08.18 19h44
Nem duvido que o Wellington aceite a companhia do prefeito do paletó! Tudo farinha do mesmo saco, até se reproduzem entre si.. tem uma deputada que só namora político!

Responder

4
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER