03.03.2017 | 08h25


100 DIAS NO ALENCASTRO

Emanuel prepara 'raio-X' da Prefeitura e promete choque de gestão

Prefeito da Capital argumenta que precisa mostrar para a sociedade como está a situação do Palácio Alencastro e apontar as soluções viáveis


DA REDAÇÃO

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), garantiu que irá apresentar no próximo mês um relatório dos 100 dias de gestão à frente do comando do Palácio Alencastro para mostrar não só em um relatório de como está a saúde pública do município, mas também um detalhamento sobre todos os aspectos encontrados na Prefeitura da Capital nos diversos setores.

“A saúde na Capital é um drama que várias gestões conviveram e eu também estou convivendo. Mas em poucas semanas estarei apresentando um "choque de gestão", dando uma resposta e mostrando o que recebi, como recebi e, o mais importante, o que vou fazer para começar a resolver as dificuldades”, disse o prefeito.

Pinheiro argumenta que não será apresentado somente o relatório do município, mas também um choque de gestão sobre o que será feito para sanar problemas e estancar 'vazões' que acabam drenando o dinheiro público da Capital.

“A saúde na Capital é um drama que várias gestões conviveram e eu também estou convivendo. Mas em poucas semanas estarei apresentando um "choque de gestão", dando uma resposta e mostrando o que recebi, como recebi e, o mais importante, o que vou fazer para começar a resolver as dificuldades”, disse o prefeito em entrevista ao programa de rádio Jornal da Capital, nesta quinta-feira (2).

A ideia é mostrar, já no início da gestão, que Cuiabá recebe pacientes do Estado inteiro em demanda de atendimentos médicos somente na Capital.

“O problema sempre foi esse”, comentou Emanuel, em relação às 141 ambulâncias que foram entregues aos municípios do interior, que acabam lotando o Pronto-Socorro devido ao baixo atendimento nos Hospitais Regionais.   

Além disso, o secretário de Comunicação de Cuiabá, José Roberto Amador, o Bebeto, informou à reportagem que a ação não vai visar apenas a saúde. A intenção é debater e apresentar à sociedade como está cada parâmetro do Palácio Alencastro em todos os setores.

“Humanização, finanças, serviços, novidades como não haver filas em portas de creches, força-tarefa para garantir a mínima retomada da retomada das aulas com o que tinha disponível como condições de unidades escolares precárias, esforço de ajuste fiscal para equilíbrio das contas, além de projetos e outros levantamentos”, disse ao .  

Bebeto afirma que está trabalhando para “convencer” o prefeito a antecipar a apresentação desses relatórios, mas que isso depende do fechamento das equipes técnicas, que preparam esses documentos e os deixam prontos. “Finanças será amplamente debatido”, reforçou.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Renato  05.03.17 09h59
Ei Mané, você sabe o que choque de gestão significa? Se não sabe, vá pegar umas aulas com o Dória. Três meses e ainda não fez nada.

Responder

1
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER