07.05.2019 | 16h58


CRISE DA SANTA CASA

Emanuel oferece ajuda a Mauro: 'Se não unirmos quem perde é Cuiabá'

O prefeito não revelou quanto o Município teria à disposição para ajuda emergencial à Santa Casa e reforçou que, antes de investir qualquer dinheiro quer conhecer o plano de administração que foi apresentado pelo governador ao ministro da Saúde


DA REDAÇÃO

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) disse que, um dia depois do anúncio do Governo sobre a administração estadual na Santa Casa de Misericórdia Cuiabá, o governador Mauro Mendes (DEM) o procurou para saber como o Município poderia ajudar a reabrir o hospital, que está fechado há quase dois meses, com dívidas estimadas em R$ 118 milhões.

Emanuel destacou que a conversa foi informal e, na oportunidade, reiterou a disposição da Prefeitura no que for preciso, principalmente com aporte de recursos.

“Na conversa entre bons e velhos amigos eu disse para o Mauro: ‘o que eu falei em público eu reitero em particular. Conta comigo no que for necessário para reabrir a Santa Casa. Não estou preocupado com o pai da criança, estou preocupado com a população cuiabana”, destacou o gestor em conversa com a imprensa nesta terça-feira (07).

O prefeito não revelou quanto o Município teria à disposição para ajuda emergencial à Santa Casa e reforçou que, antes de investir qualquer dinheiro quer conhecer o plano de administração que foi apresentado pelo governador ao ministro da Saúde, Henrique Mandetta.

“Estou na mesma linha do ministro. Não dá para saber como posso ajudar, sem conhecer o plano e se tais medidas contemplam a população cuiabana. É só apresentar o plano que eu ajudo”, afirmou Emanuel.

“Temos que virar a página e isso só será possível com a união entre a Capital e o Governo do Estado. Se nós não nos unirmos quem perde é Cuiabá”, enfatizou.

Emanuel comentou que o Município abriu mão do MAC – verba R$ 4, 2 milhões do Ministério da Saúde para que a Prefeitura fizesse contratualização de serviços de Alta Complexidade com a Santa Casa. 

Com a Requisição Administrativa do Estado esses recursos são transferidos de imediato para as contas do Governo: “Vai direto [recursos] para o Estado. Não tem o que discutir”.

 

Leia mais

Estadualização da Santa Casa já era planejada há mais de um mês

Mauro anuncia que Governo passa a comandar a Santa Casa

Governo pode contratar funcionários da Santa Casa para regularizar salários

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER