12.03.2019 | 14h25


CRISE SEM FIM

Emanuel avalia liberar repasses à Santa Casa; hospital está fechado

A suspensão dos repasses ocorreu sob a alegação de que a unidade seria alvo de investigação fazendária. O hospital paralisou os atendimentos por falta de condições.


DA REDAÇÃO

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) emitiu nota, nesta terça-feira (12), afirmando que está analisando documentos sobre a viabilidade de fazer repasses financeiros à Santa Casa de Misericórdia, que de acordo com a Prefeitura, teve os pagamentos suspensos por recomendação da Delegacia Fazendária, já que o hospital seria alvo de investigação, o que é negado pela direção da unidade de saúde.

Na segunda-feira (11), a Santa Casa paralisou os atendimentos sob a alegação de que a Prefeitura suspendeu os repasses sem base legal.

A Prefeitura havia se comprometido repassar o valor R$ 3,6 milhões para custeio de serviços emergenciais.

A nota informa que o Município não é obrigado a cumprir os repasses, já que a Santa Casa não cumpriu com o acordo firmado entre as partes.

“Foram repassados R$ 24.866.260 para a instituição, mas os serviços hospitalares que deviam ser ofertados aos cidadãos não foram executados. Sendo o motivo da dívida da Santa Casa com a Prefeitura de Cuiabá”, afirma trecho do documento.

Na declaração, o prefeito reforça que o hospital é alvo de investigação por parte da Delegacia Fazendária.

“A Secretaria Municipal de Saúde recebeu na última quinta-feira (07) uma notificação da Controladoria Geral do Estado recomendando para que não fosse feito nenhum repasse financeiro para a instituição enquanto não findarem as investigações devido à auditoria solicitada pela Defaz”, enfatiza.

A suspensão do repasse foi determinada pela Procuradoria Geral do Município, que enviou os documentos para a análise do prefeito. 

Outro lado

A diretoria da Santa Casa de Cuiabá nega que seja alvo de investigação da Defaz e emitiu comunicado, na segunda-feira (11), rebatendo a informação da Prefeitura de Cuiabá.

Após a suspensão dos serviços, pacientes oncológicos estão sendo remanejados para outras unidades. Já os pacientes renais / Hemodiálise estão sendo atendidos normalmente.

Leia na íntegra

A sociedade beneficente da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá informa à sociedade mato-grossense os seguintes fatos: 

- A Santa Casa está paralisando os serviços hospitalares à partir desta segunda-feira, dia 11 de março de 2019. 

- Esta paralisação se dá em virtude de que a Prefeitura Municipal de Cuiabá não cumpriu o acordo firmado, e amplamente divulgado, que faria o repasse na monta de R$ 3.6000.000,00 (três milhões e seiscentos mil reais). 

- A Secretaria Municipal de Saúde alegou a impossibilidade de repassar o valor mencionado, por meio de uma orientação da procuradoria geral do município, pois haveria a informação de uma operação da delegacia fazendária investigando a Santa Casa. 

- A diretoria da Santa Casa de Cuiabá, hoje (11) pela manhã, procurou a referida delegacia para a confirmação desta operação, o que prontamente fora negado pela mesma. 

- O hospital Santa Casa lamenta profundamente por este episódio que compromete o funcionamento deste importante complexo hospitalar, impactando assim, diretamente na saúde da sociedade mato-grossense. 

- A diretoria da santa casa coloca o hospital à disposição de todos os órgãos de controle para averiguação das informações. 

 

A diretoria

 

Leia mais 

Prefeitura bloqueia repasse ao ser informada sobre operação na Santa Casa

 











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

MARIA TAQUARA  13.03.19 11h26
desta vez concordo com o prefeito, eu faria o mesmo

Responder

0
1
Benedito costa  12.03.19 19h34
Independente de problemas administrativos ou não, o Prefeito tinha que ter liberado o repasse de mais de 3 milhões pra pagar parte de salário dos funcionários. Afinal de contas de quem é a santa casa de misericórdia, o prefeito não repassando verba para a saúde vai em desencontro com o que ele pregou na campanha: vamos humanizar a saúde. Na verdade hoje comparo o prefeito com o Nicolás maduro.

Responder

2
0
Matéria(s) relacionada(s):

Enquete

GESTÃO

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora?

Excelente: MT foi destruído por governos anteriores

Bom: Está enfrentando problemss que ninguém quis enfrentar

Ruim: Não faz reformas de verdade e culpa o servidor

Péssimo: Vai conseguir ser pior que Silval e Taques

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER