13.11.2017 | 15h39


GOVERNADOR INTERINO

Botelho se reúne com deputados e busca solução para crise na Saúde

O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (PSB) assumiu o comando do interinamente devido as viagens do governador Pedro Taques para China e do vice-governador Carlos Fávaro, que está na Alemanha.


DA REDAÇÃO

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB), assumiu interinamente o Governo de Mato Grosso, na manhã desta segunda-feira (13), em substituição ao governador Pedro Taques (PSDB) que está na China e o vice-governador Carlos Fávaro, que viajou para a Alemanha.

No comando da Assembleia Legislativa assumiu o 2º secretário Ondanir Bortolini, o Nininho, após o vice-presidente Gilmar Fabris alegar problemas de saúde e o 1º secretário, Guilherme Maluf, viajar para o Canadá.

Como governador em exercício, Botelho iniciou o dia como de costume, na sede do Poder Legislativo onde publicou um comunicado em sua página no Facebook. Logo depois, seguiu para o Palácio Paiaguás, sede oficial do Governo do Estado.

“Estou exercendo a função de governador esta semana em virtude das agendas do titular da cadeira do Paiaguás, Pedro Taques e do vice-governador Carlos Fávaro. Ambos cumprem importantes e produtivas reuniões na China e Alemanha. Corresponder e trabalhar pelos próximos cinco dias com critérios de responsabilidade, conciliando e dando o máximo de mim nessa honrosa missão é o meu objetivo”, destacou no texto.

O primeiro compromisso do governador interino foi uma reunião com o porta-voz do Governo, Max Russi, e os deputados federal e estadual Fábio Garcia (sem partido) e Janaina Riva (PMDB), respectivamente,

“E hoje tivemos reuniões com o amigo deputado Federal Fábio Garcia e com o secretário da Casa Civil, Max Russi II, além da deputada Janaina Riva, discutindo sobre recursos para a Saúde. Vamos em frente!”, concluiu Botelho.

Botelho fica no comando do Estado até a próxima quarta-feira (15), quando Taques e Fávaro retornam ao país.

Viagem à China

O governador Pedro Taques viajou para a China, no último dia 5, para apresentar os setores para investimento no Estado.

Empresários do ramo de mineração e energia, prefeitos e representantes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) e da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) acompanham o governador na viagem.

Durante a visita, Taques apresentará projetos de infraestrutura e sustentabilidade no setor de agronegócio, visando parcerias e investimentos para Mato Grosso. 

De lá, ele segue para a Alemanha, onde encontra o vice-governador Carlos Fávaro para participar da COP-23, evento mundial voltado ao meio ambiente.

Leia mais:

Viagem de Taques à China deve trazer investimentos de R$ 5 bilhões a MT

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER