07.02.2019 | 15h30


GOLPE DO NOME LIMPO

Advogado cuiabano denunciado pelo Fantástico notifica site para retirar matéria



O advogado Licínio Vieira de Almeida Júnior notificou o site extrajudicialmente para que retire do ar uma nota nesta coluna, e matéria publicadas no site, no dia 21 de dezembro de 2018,  sobre o "golpe do nome limpo", esquema denunciado pelo Programa Fantástico, da Rede Globo. Licínio foi candidato a deputado estadual nas eleições do ano passado e não se elegeu. 

Na reportagem global, advogados de MT, incluindo Licínio, são acusados de ludibriar pessoas pobres com a promessa de que acionariam a Justiça (veja aqui a reportagem), e seus nomes retirados do cadastro de inadimplentes.

Segundo o Fantástico, os profissionais procuram quem está negativado e prometem limpar seu nome, sem nenhum custo. O advogado, então, pediria uma indenização por danos morais e ficaria com 50% do valor caso ganhe a causa.

No final, segundo a reportagem, além de perderem a causa e continuarem com suas dívidas,  as vítimas ainda eram condenadas por litigância de má fé, e a pagar pesadas multas. A nota contestada e anexada na notificação nada mais é do que um posicionamento da OAB-MT sobre o caso. O causídico diz  que a nota cerceou seu direito de resposta, que as acusações são inverídicas e que a reportagem foi feita com o intuito de o prejudicar. Ah, bom! 

Leia mais 

Advogados de MT aplicam golpe em pobres endividados; OAB pode suspender carteiras

Fantástico cortou fala de Léo Capataz de reportagem; OAB acusa censura











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

GESTÃO

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora?

Excelente: MT foi destruído por governos anteriores

Bom: Está enfrentando problemss que ninguém quis enfrentar

Ruim: Não faz reformas de verdade e culpa o servidor

Péssimo: Vai conseguir ser pior que Silval e Taques

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER