10.06.2019 | 08h28


MARCELO PORTOCARRERO

Professores e alunos

De um lado o saber e do outro o aprender em uma simbiose simples e direta

Em meio a toda essa discussão sobre a tão necessária reforma na educação, contingenciamentos, passeatas e carreatas encontrei no final da tarde um dos homens com quem tive a oportunidade de aprender.

Batemos um breve papo sobre o passado e o presente, recordamos amigos comuns e nos despedimos, afinal estávamos comprando o pão do fim de tarde para nossas famílias e haviam pessoas a nossa espera. Espero um dia poder estar com ele juntamente com outros amigos e colegas para termos a oportunidade de extrair daquele ilustre mestre um pouco mais de sua sabedoria.

Pessoa discreta é dedicada ao seu trabalho e profissão levava a seus alunos desde os tempos da Escola Técnica Federal de Mato Grosso até seu brilhante período de aulas na UFMT o conhecimento como quem leva alimento a quem tem fome. Seu profissionalismo e personalidade foram tão importantes que vários de seus alunos nele se inspiraram para seguir com brilhantismo a carreira de professor e se puseram a ensinar tornando-se, como ele, ilustres engenheiros e respeitáveis mestres.

Assim eram naqueles tempos os relacionamentos entre professores e alunos. De um lado o saber e do outro o aprender em uma simbiose simples e direta como deveria ser e era porque haviam inquestionáveis interesses comuns entre as partes como a ética, o conhecimento e a dedicação à profissão de engenheiro(a).

Haviam sim os movimentos estudantis que desde aquele tempo se diziam apartidários como, aliás, está no próprio estatuto da UNE, mas já era perceptível sua contaminação pelas ideologias que persistem até os dias de hoje. Aliás, foi onde conseguiram sobreviver a ponto de se tornar o instrumento principal da infiltração intelectual, difusão de ideias e instrumento de subversão das escolas e universidades públicas no país.

Mas vamos lá, o motivo do texto é dar um exemplo do professor e sua missão e não dos que negam tudo peremptoriamente, inclusive a aprender, parafraseando seu principal mentor frente a acusação de corrupção na CPI do Mensalão.

Dedicado ao Engenheiro Civil, Professor e amigo Reniel Pouso Filgueira.

MARCELO AUGUSTO PORTOCARRERO é engenheiro civil.

 

 

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:
16.06.19 07h55 »  O respeito e seu significado
16.06.19 07h55 »  Verás que um filho
16.06.19 07h55 »  Unemat
16.06.19 07h55 »  O VLT e a Smart City
15.06.19 07h55 »  As dores da alma
15.06.19 07h55 »  Desafiando o tabu
15.06.19 07h55 »  O lado mais fraco
15.06.19 07h55 »  Contorno Leste
14.06.19 07h55 »  De que lado você está?
14.06.19 07h55 »  Presunção de inocência

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER