08.03.2019 | 15h41


MICHELLE LEITE DE BARROS

Mulher

Não é fácil ser uma mulher e não é pelo fato de sangrar todo mês (se fosse só isso tiraríamos de letra como fazemos), mas sim pelo fato de ainda precisarmos brigar por igualdade. Quantos homens não dormem junto com alguém num primeiro encontro e não são julgados e quantas mulheres fazem o mesmo e são? Quantos homens traem e não são lembrados e quantas mulheres ao fazer o mesmo são?

Não precisamos de números para saber que nós mulheres somos julgadas dia e noite, pelo que fazemos ou pelo que deixamos de fazer. E para piorar temos que lidar com a competição que fazem entre a gente, como se fôssemos inimigas. Como feminista eu digo: não somos inimigas, somos cúmplices de uma força sem tamanho e vamos lutar sim umas pelas outras para que mais nenhuma morra pelo fato de ser mulher.

Nenhuma de nós vai apanhar sem que a outra faça um escândalo, nenhuma de nós vai ser humilhada sem que a outra grite para o mundo pela existência de todas, nenhuma de nós vai morrer pelas mãos do machismo sem que as outras causem um alvoroço pela vida que se perdeu.

“Ninguém vai derrubar minha mana”.

MICHELLE LEITE DE BARROS é advogada.

 

 

 

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:

Enquete

GESTÃO

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora?

Excelente: MT foi destruído por governos anteriores

Bom: Está enfrentando problemss que ninguém quis enfrentar

Ruim: Não faz reformas de verdade e culpa o servidor

Péssimo: Vai conseguir ser pior que Silval e Taques

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER