08.06.2019 | 07h55


RENATO GOMES NERY

Estelionato

Como se vê o planejamento não é forte desse País que glorifica o bacharelismo e faz crescer profissões no setor de serviços

Um dos grandes males do Brasil é a falta de planejamento e outra é o oportunismo. Tudo é feito de forma açodada e apressada. Os oportunistas e usurários estão sempre de plantão para tirar vantagens dessa falta de apreço, de lisura e de bom senso. Pouca coisa funciona neste Brasil Varonil. Tudo aqui é um estelionato: obras inacabadas saúde precária, segurança esgarçada, a educação de péssima qualidade e por ai vão os desvãos deste País que não se emenda. Enfim vivemos numa realidade envergonhada!  

Vou voltar um tema que já abordei em outras oportunidades: a educação superior. Os aproveitadores viram ai a grande oportunidade de ganhar muito dinheiro. O que dá dinheiro? Faculdades de Direito. Liberou geral e hoje temos, segundo dados recentes, mais de 1300 faculdades de direito por todos os cantos e recantos desse imenso País. Para se ter uma ideia do absurdo, o resto do mundo tem em torno de 1.200 faculdades de direito. Nunca se produziu tanta gente desqualificada e incompetente. E nunca se vendeu tanta ilusão para fazer profissionais mal preparados que não conseguem entrar num mercado de trabalho que sequer existe. 

 

Como se vê o planejamento não é forte desse País  que glorifica o bacharelismo e faz crescer profissões no setor de serviços que depende do êxito  de outros setores. Parece que ninguém sabe disto! Abriu-se o dique para que cursos de direito fossem criados a vontade, glorificando o mercantilismo das faculdades particulares, onde se entra e se sai sem as mínimas condições profissionais, com um único predicado: condições  de pagar as mensalidades.  

Nesta mesma onda entrou as faculdades de medicina criadas “a toque de caixa“ que foram e estão sendo instaladas recentemente., sem as devidas estruturas, segundo os  especialistas. -  “Com os cursos recém-abertos, o Brasil saltou de um patamar de 17.267 novos médicos formados em 2012 para um potencial de formar 29.996 profissionais por ano - o que, para as entidades médicas, não é um crescimento sustentável....” (Keila Guimarães –  https://www.bbc.com/portuguese/geral-42186972). Somente no Estado de Mato Grosso as 06 faculdades existentes levarão para o mercado em torno de cinco centenas de médicos por ano.  

Portanto, você que pretende entrar numa faculdade de medicina ou que já está cursando uma e pagando mensalidades salgadas ou pendurado o Fies, vai terminar o curso com dificuldades como: fez um curso deficiente, com as exceções devidas; vai ter que passar num rigoroso teste para “residência”; aprovar-se e enfrentar um curso de especialização. E, por fim, vai encontrar as dificuldades do mercado de trabalho saturado, onde existirá um número desproporcional de profissionais que está sendo e será produzido pelas faculdades atuais e as que  irão entrar em funcionamento.  Aqui começa a fenecer as suas esperanças de ser um profissional bem sucedido. O promissor mercado de trabalho médico que está dominado por profissionais mais antigos que não irá lhe abrir as portas. E o charme de ser médico neste País doente perde a graça.

Não esqueça que os médicos cubanos (8.300) foram ou estão sendo substituídos com uma rapidez inesperada e ainda se concorre no mercado com os médicos brasileiros formados nas mais diversas faculdades de América do Sul.   Esse é Brasil onde falta planejamento e outras coisas mais, levam a impasses insolúveis e convalida um anunciado e cruel estelionato para os incautos que vêm na medicina à profissão dos sonhos. 

Renato Gomes Nery. E-mail – rgnery@terra.com.br 

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:
16.06.19 07h55 »  O respeito e seu significado
16.06.19 07h55 »  Verás que um filho
16.06.19 07h55 »  Unemat
16.06.19 07h55 »  O VLT e a Smart City
15.06.19 07h55 »  As dores da alma
15.06.19 07h55 »  Desafiando o tabu
15.06.19 07h55 »  O lado mais fraco
15.06.19 07h55 »  Contorno Leste
14.06.19 07h55 »  De que lado você está?
14.06.19 07h55 »  Presunção de inocência

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER