17.02.2012 | 07h52


EDUARDO PÓVOAS

Esclarecendo



Nunca coloquei uma linha no papel a mando de quem quer que seja, pois desde criança aprendi que integridade moral não se compra em supermercado.

Pouco me importa se fulano ou beltrano não gosta do que escrevo. Por isso que publico meus artigos em uma coluna que se chama Opinião, que, alias, é minha e não necessariamente de quem lê.

Se não gosta do que escrevo, aqui vai uma dica: em um meio de comunicação da cidade tem alguém que só escreve o que você gosta. Vá pra lá! Quem tem a coragem de colocar a cara a tapa como eu tem que levar "porrada" de todos os lados, umas inteligentes e outras dignas de quem tem só alguns minutos de banco escolar. Muitas são dignas de dó. Não escrevo o óbvio. O óbvio está embaixo do seu nariz e se o olfato estiver bom....

Provocam-me, insistentemente, que volte a escrever sobre algumas notícias envolvendo o governo passado.

Nas centenas de artigos que escrevi, desafio quem tenha lido uma linha minha defendendo a honra de alguém. Desafio alguém que possa ter lido, em algum artigo assinado por mim, elogiando intransigentemente a moral de fulano ou de siclano.

Desafio também alguém que tenha lido uma linha minha, xingando, caluniando ou acusando alguém. Até porque o papel de defender e de acusar é da polícia e do Ministério Público. Não sou policial e muito menos promotor. Se houve escândalo, isso é problema destas duas instituições.

Defendi o governo passado e continuo defendendo nas realizações de obras neste Estado e principalmente em Cuiabá. Você que acha que minto, escreva um artigo me contradizendo e dizendo que outros governos realizaram mais obras nesta cidade do que o passado. Mas aponte-as, não fique em acusações levianas.

Ah, lembrei-me de outra! No passado privatizar ou vender órgãos públicos era sinônimo de "estadista" e "zeloso" do dinheiro público. Diziam; "fez porque precisava fazer", precisava "enxugar" a máquina.

Atualmente, fazer isso virou sinônimo de frouxidão, comodismo ou incompetência. Pode? Claro que nem todos, mas alguns eleitores desinformados ainda acreditam nessa "balela".

Desafetos meus insistem em dizer que recebo favores de alguns políticos.

Deveria, sim, receber, e muito, pois diferentemente de inúmeros ratos palacianos que vivem pendurados nas benesses do poder, sem nunca terem trabalhado em nada, sem ter um voto sequer, jogando no time A e no B, simultaneamente, acumulando fortunas invejáveis através de sua incondicional subserviência, receber algo daqueles a quem demonstrei minha lealdade e fidelidade em inúmeras jornadas políticas transformadas em votos que sei que tenho, não seria nada de mais. Se você que me acusa tem certeza de que o que afirmo é mentira, desafio-o a provar o contrário.

Após uma noite em claro, olhei-me no espelho e vi as rugas de minha face acentuadas como nunca. Preocupei-me, e só após uma reciclagem cheguei ao motivo que causou isso. Foi um "leitor" que colocou um comentário no meu artigo dizendo que não mais leria nada escrito por mim. Passei a noite em claro preocupado com isso. Hoje, através de remédios controlados, vou ver se consigo dormir.

Tenho o direito de ter minhas preferências políticas ou devo ser vaca de presépio e seguir as suas?

Não me incomodam os comentários, o que me incomoda é a falta de inteligência de alguns.

Não espere ler em minhas linhas receita de soro infantil. 

EDUARDO PÓVOAS é cidadão cuiabano.
povoas@terra.com.br

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:
25.06.19 08h36 »  A aceitação da ignorância
25.06.19 08h33 »  Uma nova economia
25.06.19 08h30 »  Ferrovia
25.06.19 07h55 »  Decoração: Quarto
24.06.19 09h10 »  O Brasil e os brasis
24.06.19 09h04 »  Intimação por WhatsApp
24.06.19 08h34 »  O poder de decisão
24.06.19 08h25 »  A esquerda na Noruega
23.06.19 07h55 »  Esse jeito Bolsonaro
23.06.19 07h55 »  Iceberg

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER