Cuiabá, 19 de Fevereiro de 2017

Facebook Twitter Rss
24.12.2016 | 18h36
A- | A+


JUDICIÁRIO / MÁFIA DA EDUCAÇÃO

Juíza manda soltar dono do Buffet Leila Malouf após 10 dias de cadeia

Alan Malouf é apontado como um dos cabeças do esquema de fraude em licitações na Seduc e estava preso no SOE


DA REDAÇÃO

RepórterMT

Clique para ampliar

O empresário Alan Malouf deve sair da cadeia ainda na noite desta sábado

A juíza Maria Rosi Borba, de plantão na Vara Criminal de Cuiabá, revogou a prisão do empresário Alan Malouf, no começo da noite deste sábado (24).

Ele estava preso numa cela do Serviço de Operações Especiais (SOE), da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejud), desde o último dia 14.

O alvará de soltura já foi entregue no SOE e empresário foi levado para casa. 

Alan Malouf é apontado como um dos cabeças do esquema de fraude em licitações de obras na Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Por meio da assessoria, o advogado Huendel Rolim, que a faz a defesa de Malouf, informou que não vai comentar a decisão judicial proferida hoje.

Segundo ele, deve ser respeitado o segredo de Justiça dos autos.

O advogado também disse que seu cliente sempre esteve à disposição das autoridades e segue contribuindo para o esclarecimento de todos os fatos.

Alan Malouf foi preso há uma semana após deflagração da Operação Grão Vizir - que investiga suposto desvio em contratos de obras da Seduc, que totalizam R$ 56 milhões.

Em depoimento ao Gaeco, Malouf negou ser o idealizador do sistema criminoso, atribuindo a função ao empreiteiro e delator da Operação Rêmora, Giovani Guizardi.

Segundo ele, o delator é quem fazia todas as operações de arrecadação, cobrança e distribuição de propinas.

Dono de um dos buffets mais caros do Estado - o Leila Malouf -, o empresário citou nome de autoridades com prerrogativas de foro, como o governador Pedro Taques (PSDB), o secretário chefe da Casa Civil Paulo Taques, além do deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) e o federal Nilson Leitão.

Leia mais

Empresário diz que delator agia como 'office boy' de ex-secretário

Desembargadora devolve à juíza pedido de liberdade de Alan Malouf

Empresário diz que entregou R$ 40 mil ao presidente da Assembleia

Tribunal de Justiça vai julgar pedido de liberdade de Alan Malouf

 



(5) COMENTÁRIOS









Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

YOUSSEF AL SEROUF  26.12.16 11h57
O QUE DIZ O MINISTERIO PUBLICO ESTADUAL SOBRE O CASO? SERIA DECISÃO IRRECORRÍVEL?

Responder

2
1
Benedito costa  25.12.16 17h45
É Alan Maluf quem diria um homem fino como vce, se julgava o poderoso e supremo. Nem seu dinheiro conseguiu livra-lo da cadeia. O pior de tudo isso que ocorreu, pra vce sem escrupulo nao é nada. És capaz de vender a Mãe por conta da grana. Agora é contentar com um processo criminal, ser chamado de lider de quadrilha e ter sentido o gostinho da escoria da cadeia que até entao era seu quarto confortavel de sua mansão que ja nao é a mesma.

Responder

7
0
Antonio   25.12.16 12h17
Enquanto isso Pedro Taques e Paulo Taques, desconversam, fazem o tipo de que nada esta acontecendo, tentando deixar a poeira baixar... já imaginou se essas investigações e depoimentos fossem contra seus adversários ? Ele estaria tripudiando todo dia e falando que tudo no estado era culpa deles... esse cara é o maior canalha que passou por MT.

Responder

13
1
povo revoltado  24.12.16 20h18
queria ver se fosse ladrao de galinha se ia passar natal em casa so foi porque e filho de familia tradicionale tem muito mais muito e poe muito dinheiro nisso senao ia passar junto com silval agora me digam qual diferença dele para o silvale os demais que estao resos

Responder

10
1
povo revoltado  24.12.16 19h35
queria ver se fosse ladrao de galinha se ia passar natal em casa so foi porque e filho de familia tradicionale tem muito mais muito e poe muito dinheiro nisso senao ia passar junto com silval agora me digam qual diferença dele para o silvale os demais que estao resos

Responder

9
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER