04.01.2019 | 12h04


SEU BOLSO

Tarifa de ônibus sobe de R$ 3,85 para R$ 4,10 em Várzea Grande

O reajuste foi autorizado pela prefeita Lucimar Campos por meio de decreto publicado na quinta-feira (03).


DA REDAÇÃO

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (DEM), assinou um decreto que autoriza o reajuste de R$ 0,25 no valor da passagem de ônibus. Com a medida, quem antes pagava R$ 3,85 para usar o transporte coletivo precisou desembolsar R$ 4,10 nesta sexta-feira (04).

De acordo com o decreto que foi publicado no Diário Oficial dos Municípios (AMM) na quinta-feira (03), o reajuste é justificado porque os custos operacionais do transporte público também sofreram aumento.

Entretanto, a empresa concessionária, União Transportes se comprometeu por meio de um Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC) em renovar a frota até o primeiro semestre deste ano com pelo menos 20 novos ônibus, com ar condicionado e internet. Deve ainda realizar a manutenção e inspeção dos veículos que estão em circulação num prazo de 90 dias.

A concessionária também será responsável por realizar a reforma do Terminal André Maggi, que compreende a reforma dos banheiros masculinos e femininos, da iluminação e instalações elétricas, da pintura e manutenção necessária do local.

Em caso de descumprimento, a União Transportes terá que pagar multa diária de R$ 2 mil.

O último reajuste do transporte municipal de Várzea Grande ocorreu em janeiro de 2018, quando a passagem foi de R$ 3,60 para R$ 3,85.

Reajuste na Capital

Em Cuiabá, o transporte público municipal também sofreu reajuste nesta semana e o preço da passagem subiu de R$ 3,85 para R$4,10. A medida passou a valer na última quarta-feira (2), após negociação entre as empresas e a Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá. Veja aqui











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER