10.10.2018 | 20h06


PICHADO NA UFMT

Símbolo nazista com 17 em parede de bloco tenta ligar Bolsonaro a ideais de Hitler

A pichação ocorreu nesta quinta-feira (10) no prédio do Instituto de Linguagens da universidade


DA REDAÇÃO

Um vídeo mostra um estudante pichando uma suástica acompanhada do número 17, do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), no muro do Instituto de Linguagens (IL) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), no campus de Cuiabá. O registro foi feito nesta quinta-feira (10).

As imagens mostram um estudante de camisa acinzentada, calça e mochila preta pichando o muro e saindo rapidamente do local. O vídeo tem duração de 10 segundos e possivelmente foi filmado por um estudante pela câmera de um celular.

No desenho, um das “pernas” da suástica foi feita no formato do número 1 e, ao lado, foi pichado o número 7, numa alusão ao número eleitoral do candidato do PSL.

O estudante não foi identificado e ainda não se sabe quais seriam as motivações da intervenção.

O entrou em contato com o vice-reitor da UFMT, Evandro Soares, para saber quais atitudes administrativas serão tomadas em relação à pichação. Até a publicação desta matéria, não houve retorno.

No Brasil, a pena por fazer apologia ao nazismo é de 2 a 5 anos de prisão, mais multa. As sanções estão estabelecidas no artigo 140 do Código Penal brasileiro e na Lei Federal de número 7.716 de 1989.

O nazismo foi difundido por Adolf Hitler na Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial (1939 a 1945), e pregava a ideia de uma raça superior chamada de “Ariana”. O sistema resultou no extermínio de 6 milhões de judeus durante o Holocausto, além da perseguição e morte de minorias como ciganos, homossexuais e negros.  

Veja vídeo











(10) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

alexandre  14.10.18 20h07
Mas o caso do capoeirista foi crime por discussão banal, nada a ver com política, a menina da suatisca, tá muito superficial, reto, não quis fazer investigação na polícia pra descobrir os culpados, mistério... tá esquisito..

Responder

7
0
day  11.10.18 16h12
Quanta gente burra. O Bolsonaro não é e nunca foi nazista. Estão tentando derrubá-lo mas estes meliantes que sujam um patrimônio público deveriam ser detidos. Bandibandidos

Responder

16
1
Jon Snow  11.10.18 10h26
PTzada está desesperada...Imagina se na UFMT, antro dos comunistas de Iphone iria aparecer algum defensor de Bolsonaro pichando muros... KKKK Patético....

Responder

25
2
alexandre  11.10.18 06h45
Não foi um nazista, o símbolo está invertido, vermelho é a cor da esquerda, é fake News..

Responder

24
1
pedro Kuhl  11.10.18 06h35
A esquerda (Lulistas) estão apelando .....

Responder

26
2

Enquete

O Governo de Mauro Mendes vai ser melhor ou pior que o de Pedro Taques?

Será melhor

Será pior

Será igual

Não sei

  • Parcial Votar

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER