18.04.2017 | 11h08


MÃE DE PACIENTE FEZ VÍDEO

Pronto-Socorro de Cuiabá fica sem luz em ala com 20 pessoas 'entubadas'

Conforme relato em vídeo, os médicos precisaram realizar procedimentos de oxigenação manual nos pacientes mais graves. O local ficou sem energia elétrica por, aproximadamente, 40 minutos


DA REDAÇÃO

A mãe de uma paciente do Pronto-Socorro de Cuiabá relatou em vídeo que o local ficou sem energia elétrica na madrugada desta terça-feira (18). Segundo a denúncia, foram, aproximadamente, 40 minutos de “apagão”.

O vídeo foi gravado às 3h17 e, conforme Thauana Michele, a acompanhante, cuja filha, de 18 anos, tem paralisia cerebral, fazia cinco minutos que a Ala Vermelha, onde está a Unidade de Terapia Semi-intensiva, estava sem energia.

“Estamos no breu há mais de 5 minutos. Estou vendo médico correndo com balão de oxigênio porque o gerador não ligou, isso é um absurdo”, disse .

Ainda segundo a mãe da paciente, os médicos precisaram realizar procedimentos de oxigenação manual nos pacientes mais graves.

"Não é culpa da equipe médica. Não estou culpando ninguém. Hoje eu vi gente salvando vida em cima de vida”, falou Thauana.

Ela contou que haviam 20 pessoas entubadas no setor.

Em post no Facebook, Thauana disse que a filha já estava melhor. A moça precisou ser internada há alguns dias para recuperação, pois ficou debilitada por não se alimentar, devido a uma obstrução intestinal.

A Secretaria de Saúde de Cuiabá informou que deve encaminhar nota com as informações a respeito da queda de energia.

Confira o vídeo com o relato da mãe:

Atualizada às 11h56 - O prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) postou mensagem no fim da manhã, no Facebook, em que declara que medidas severas serão tomadas, em relação ao ocorrido no pronto-socorro. Segundo ele, houve mudança do modo automático para o manual do gerador de energia, o que acarretou nos problemas enfrentados pelos pacientes e equipe médica.

"Pessoal, agora vou compartilhar uma situação que me indignou.Tomei conhecimento que faltou energia nesta madrugada no Pronto Socorro de Cuiabá. O informe é que essa situação perdurou por aproximadamente meia hora. A unidade dispõe de grupo gerador. A informação preliminar é que não houve falha no equipamento, mas que o sistema foi tirado do modo automático para o manual na sala de controle. Em contato com a secretária Elizeth Lúcia de Araújo (Saúde) fui comunicado que ela já determinou hoje pela manhã a abertura de Sindicância para apurar responsabilidade. Não vou aceitar esse tipo de ocorrência na minha gestão. A vida de seres humanos colocada em risco numa Unidade de Saúde. Exijo uma apuração rigorosa dos fatos e a identificação dos responsáveis. Doa a quem doer. Outras medidas severas estarão sendo tomadas."











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Carol  18.04.17 19h38
Engraçado! Acho que só haviam médicos no PS, tenho certeza que a equipe de enfermagem deve ter se desdobrado tbm!

Responder

1
0
Thiago   18.04.17 12h57
A Energisa é boa de cobrar multas mas péssimo de entregar e manter a energia. No meu bairro uma vez por semana a luz acaba por uns minutos, absurdo...

Responder

2
1

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER