24.05.2019 | 11h15


ATÉ 50%

Procon faz alerta sobre aumento na conta de luz em Mato Grosso

O aumento chega a 50% no caso da bandeira amarela, que entrou em vigor este mês pela primeira vez no ano. Com a aprovação da proposta, o valor das bandeiras muda a partir de 1º de junho.



O Procon estadual alerta os consumidores para mais um aumento aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) sobre as bandeiras tarifárias com vigência em 2019. O aumento chega a 50% no caso da bandeira amarela, que entrou em vigor este mês pela primeira vez no ano. Com a aprovação da proposta, o valor das bandeiras muda a partir de 1º de junho.

A bandeira amarela passou de R$ 1 para R$ 1,50 a cada 100 kWh. Já a bandeira vermelha patamar 1 saiu de R$ 3 para R$ 4,00 a cada 100 kWh, enquanto que o patamar 2 foi de R$ 5 para R$ 6 a cada 100 kWh. De acordo com a agência, o  tema passou por audiência pública e recebeu 56 contribuições, das quais 36% foram acatadas.

Frente a esse quadro, a orientação do Procon estadual é economizar para não ser surpreendido ao receber a fatura.

“Em situações como essa é preciso reduzir o consumo, seguir as orientações básicas de economia e checar as instalações elétricas da casa para não ter fuga de energia. Outra dica do Procon é que as pessoas criem o hábito de checar suas contas de energia, verificar o histórico de consumo e ficar atento a qualquer alteração suspeita”, aconselha a coordenadora de Educação para o Consumo do Procon-MT, Cristiane Vaz.

A resolução foi aprovada na terça-feira (21) pela Aneel, que atribui o aumento “ao déficit hídrico do ano passado, que reposicionou a escala de valores das bandeiras”.

O que são as bandeiras tarifárias?

Criado pela ANEEL, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo da energia gerada. Esse custo é pago de imediato nas faturas de energia, o que, segundo a agência reguladora, desonera o consumidor do pagamento de juros da taxa Selic sobre o custo da energia nos processos tarifários de reajuste e revisão tarifária.

As cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração. Conforme a agência, a definição da cor da bandeira depende da combinação entre risco hidrológico e preço de liquidação de diferenças (PLD).

Dicas do Procon-MT para economizar energia:

- Não deixar aparelhos ligados na tomada desnecessariamente, ainda que estejam fora de uso;

- Utilizar o ferro de passar roupa, máquina de lavar (roupa ou louça) uma única vez, deixando acumular uma quantidade razoável de itens;

- Ao comprar um equipamento novo, verificar se possui o selo PROCEL de consumo reduzido;

- Evitar o uso do chuveiro elétrico no horário de pico (18h às 22h) e banhos demorados;

- Desligar o ar condicionado meia hora antes do fim do expediente, durante o almoço e antes de sair de casa – o ambiente ainda permanecerá climatizado!

- Se puder, troque lâmpadas convencionais por lâmpadas de LED, que têm durabilidade maior, são mais eficientes e mais econômicas se comparadas às lâmpadas fluorescentes;

- Não deixar geladeiras e freezers próximos a fogão ou forno, pois eles utilizam mais energia para compensar ganho de temperatura;

- Evitar o abre-fecha de geladeira, bem como não colocar alimentos ainda quentes para gelar.

(Com informações da Aneel)

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER