16.05.2019 | 16h26


POLÊMICA SOBRE SALÁRIOS

Prefeitura de Cuiabá vai revisar edital de processo seletivo com mais de mil vagas

Se forem comprovados erros, será publicada uma retificação na segunda-feira (20).



O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) determinou à Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) a imediata reavaliação do edital do processo seletivo do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), o novo Pronto-Socorro, para sanar possíveis inconsistências salariais.

A determinação do emedebista, que ocorreu na manhã desta quinta-feira (16) durante reunião com a diretoria da empresa,  é para que todo o certame seja reavaliado, retificado se for confirmada inconsistência e publicado até a segunda-feira (20).

“Sou uma das pessoas que mais lutou pelos direitos e valorização dos servidores públicos. Por isso, determinei imediata avaliação minuciosa, categoria por categoria para que cada apontamento seja considerado, avaliado e se houver inconsistência salarial, que seja revisto e retificado no edital até a segunda-feira”, destacou.

Entenda a determinação

O edital foi publicado na última segunda-feira (13) para o provimento de 1.248 vagas imediatas, mais cadastro de reserva nas categorias de níveis médio, médio técnico e superior. Conforme o certame, os aprovados farão jus à média salarial inicial de R$1.200,00 a R$5.500 sob o regime da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT). Ou seja, além dos salários, cada servidor receberá as especificações e direitos garantidos a quem trabalha de carteira assinada.  Entretanto, houve questionamentos de algumas categorias quanto à base salarial.

De acordo com o diretor geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, Alexandre Beloto, a equipe técnica da Comissão de Acompanhamento do Processo Seletivo, instituída pela Portaria 22/2019/ECSP de 25 de abril de 2019 iniciou a partir desta tarde um processo criterioso de análise do edital.

“Seguindo a orientação do prefeito, todos os apontamentos serão estudados e, caso necessário será corrigido, levando sempre em consideração a humanização e o respeito ao servidor, preconizado pelo prefeito Emanuel Pinheiro. Faremos a retificação até o prazo determinado por ele”, enfatizou Beloto.

Ainda de acordo com o diretor, independente da possível retificação, as inscrições correrão normalmente. Inclusive, pontuou que o prazo para isenção que finalizaria às 23h59 desta quinta, foi prorrogado para até amanhã ao meio-dia. Para os pagantes, as inscrições que terão custo de R$60 a R$ 70 começará às 12h desta sexta (17) e vai até 16 de junho. O seletivo terá vigência máxima de oito meses, podendo ser prorrogável por igual período para atender excepcional interesse público certificado pela autoridade competente.

Leia mais:

Prefeitura abre processo seletivo com mais de mil vagas e salários de até R$ 5,5 mil

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER