12.06.2019 | 10h55


REINTEGRAÇÃO DE POSSE

Polícia retira posseiros que invadiram fazenda de Blairo Maggi

Líder da invasão cobrava R$ 500 por família, para que construíssem barracos no local e prometia que elas teriam 35 hectares de terra.


DA REDAÇÃO

Diversas famílias que invadiram a fazenda do ex-ministro da Agricultura e Pecuária, Blairo Maggi (PP), em Campo Novo do Parecis (397 km de Cuiabá), foram retiradas do local, na tarde de terça-feira (11).

A retirada dos posseiros foi feita pela Justiça de Mato Grosso, com apoio da Polícia Militar (PM), que cumpriram mandado de reintegração de posse, na fazenda Morro Azul.

De acordo com a PM, a desocupação foi feita de forma pacífica.

No momento em que as famílias eram comunicadas, pelo oficial de Justiça, os funcionários da fazenda iam demolindo os barracos.

Mais de 48 grupos se instalaram no local e construíram barracos, tomando posse da terra.

A propriedade rural é do Grupo Amaggi, cujo dono é o ex-ministro Blairo Maggi.

A derrubada dos barracos estava prevista na reintegração de posse.

Segundo os ocupantes, há um líder de movimento conhecido apenas como Jonas. Ele cobrava R$ 500 por grupo, para entrar e se estabelecer na área privada.

As famílias alegaram que acreditaram que receberiam direito a 35 hectares de terra.

Diversos pertencentes foram deixados para trás, como móveis, alimentos e animais, durante a reintegração.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER