07.02.2019 | 10h49


PARTO NA RODOVIA

Menina nasce em base de concessionária da BR-163, em Mato Grosso

Parto aconteceu na quarta-feira (06), nas proximidades de Santo Antônio do Leverger e contou com o apoio da equipe médica da Concessionária Rota Oeste



O nascimento do primeiro bebê no trecho sob concessão, da BR-163, em 2019 movimentou o horário de almoço na base de atendimento da Rota do Oeste, em Santo Antônio de Leverger, nesta quarta-feira (06). Uma jovem de 22 anos procurou a unidade ao acabar de dar à luz. A criança nasceu ainda no trajeto até à unidade e contou com apoio da equipe de resgate da Concessionária para os primeiros procedimentos de saúde e segurança. Este é o 14º parto registrado na rodovia pela Rota do Oeste desde o início da concessão.

De acordo com o médico Rafael da Costa, a família relatou que a mãe, Amanda Carina Cuiquieiro, estava com dores desde o dia anterior e quando seguiam para o posto de saúde o pneu do carro estourou, o que terminou atrasando ainda mais a chegada na unidade de saúde de Olho D’Água.

A jovem é moradora da comunidade Agrovilla das Palmeiras e chegou ao posto da comunidade de Olho D’Água com perda de líquido amniótico e sangramento. Como não tem ambulância no local para fazer a transferência de pacientes, enfermeira Claudia Almeida, que trabalha no posto de saúde, decidiu ir até à base da Concessionária, que fica na região. O parto na rodovia contou com o duplo apoio dela, que assumiu a direção do veículo da família até o encontro com a equipe da Rota do Oeste.

“Não daria tempo para chamar o Samu e a equipe da Rota sempre nos dá apoio nas emergências. Então, fomos para lá. Fui dirigindo porque não havia ninguém da família habilitado para isso. Quando chegávamos perto da praça de pedágio, o bebê nasceu. Avisei a operadora de caixa da situação, ela liberou a nossa passagem e disse que já avisaria o médico que estávamos indo. A partir daí o médico assumiu o atendimento”, disse Claudia.

O enfermeiro Juliandre Amaral complementa que a equipe auxiliou a mãe a estimular a criança a mamar. E como foi a primeira vez que participou de um atendimento pós-parto na rodovia, para ele, a situação foi inusitada. “Sabemos que acontece com uma certa frequência, mas nunca estamos esperando de fato”.

Ao ver que estava tudo bem, Cláudia voltou para o posto de saúde onde trabalha. “Perguntei como estava a criança e a mãe, me disseram que estava tudo bem. Fiquei tranquila com isso e voltei ao posto. Foi um dia diferente, fiz o que achava adequado para o momento e deu tudo certo”, comemora.

RepórterMT/Assessoria

Rota Oeste

Desde 2014, a Rota do Oeste já realizou 14 partos na rodovia com apoio das equipes de resgate. Quatro deles ocorreram na base localizada no km 388, em Santo Antônio de Leverger, sendo que em três situações, incluindo a última, o médico Rafael da Costa estava de plantão. Por ser um local de resgate, o médico entende que acaba sendo algo diferente para o cotidiano. “A criança e a mãe chegaram bem de saúde. Atuamos no corte do cordão umbilical e fizemos o encaminhamento para o hospital”.

Passado o susto, mãe e filha chegaram ao Hospital Santa Helena, em Cuiabá, por volta das 12h, cerca de meia hora depois de terem entrado na base da Rota do Oeste. Na unidade, elas receberam o atendimento médico e passaram por avaliação.

Leia mais

Policiais fazem parto de mulher durante Carnaval na Orla do Porto em Cuiabá

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER