18.01.2015 | 09h00


NOVE LITROS RETIRADOS

Melhora quadro de saúde de Maria Clara, que luta contra hidrocefalia

Apesar da melhora, de modo geral, a hidrocefalia comprometeu bastante a vida de Maria Clara, que não anda, não fala e não tem coordenação motora.


DA REDAÇÃO

Maria Clara, de 3 anos, diagnosticada com hidrocefalia nos primeiros meses de vida, está melhor de saúde. Um sinal da melhora dela é a redução do diâmetro cerebral, que já foi 93 e caiu para 81. A menina se alimenta com leite especial e sopas na mamadeira. Recebeu alta do hospital e já está em casa – uma quitinete alugada - sendo atendida pelo serviço home care. Maria Clara passou por uma intervenção cirúrgica dia 17 de novembro, para colocação de uma válvula na cabeça, melhorando o escoamento do líquido. A recuperação dela surpreendeu, mas os médicos ainda não autorizaram o retorno da paciente para Alta Floresta. 

O pai dela, Claudemir Dias, que é de Alta Floresta, a 774 quilômetros da capital conta que, desde que Maria Clara nasceu, ele largou tudo - cidade, trabalho, família - para cuidar da menina, que é a sexta filha. Por isso conta com ajudas solidárias à causa. 

Mesmo com muitos limites, a menina surpreende a medicina, porque, quando ela tinha três meses de idade, especialistas de Cuiabá pediram tomografia e ressonância, fizeram vários exames e deram um diagnóstico difícil. Hidranencefalia. O pai lembra que, “na época a gente não tinha tanto conhecimento dessa doença, não sabia como lidar com ela, me apertou o desespero, porque uma notícia dessas ninguém gosta de ter”.

O diagnóstico era de que ela viveria de 30 a 40 dias. Mas, em maio deste ano, Maria Clara faz 4 anos. “Os médicos hoje falam que sim, que ela tem chance de sobreviver sim, mas tudo é por Deus, porque o quadro dela é uma curiosidade médica, porque uma criança que tem esse tipo de problema dificilmente passa dos dois anos. Para eles, os médicos, Maria Clara é uma surpresa”.

SEM MÃE

A mulher de Claudemir abandonou o lar há dois anos e, segundo ele, “foi cuidar somente da própria vida”. Por conta disso, é a avó, mãe de Claudemir, que cuida das outras crianças e adolescentes, de 8 a 16 anos. Por isso, Claudemir continua em Cuiabá, em uma quitinete no bairro Centro Sul, próximo ao Hospital Geral, sem emprego, sobrevivendo de doações. “Minha preocupação é que não há previsão de alta e o doutor não dá nenhuma esperança ainda de que vamos voltar logo para casa. Estamos aqui com o apoio das pessoas, porque desde que ela nasceu eu consegui trabalhar bem pouco”.

A única complicação do momento é que Maria Clara deve mesmo precisar de sonda. “Ela toma bem o leite e sopas, mas quarta-feira vamos fazer uma avaliação melhor disso, explica o dedicado pai.

O diagnóstico era de que ela viveria de 30 a 40 dias. Mas, em maio deste ano, Maria Clara faz 4 anos. “Os médicos hoje falam que sim, que ela tem chance de sobreviver sim, mas tudo é por Deus, porque o quadro dela é uma curiosidade médica

 

O pai agradece os apoios mas diz precisar de mais ajuda. “Na verdade a gente está bem, graças a Deus, mas eu não sei quanto tempo ainda vou ter que ficar por aqui. Meu custo é bastante alto, porque é aqui e lá com minhas crianças também. Agora vão começar as aulas e tenho que garantir material escolar para meus filhos”, preocupa-se.

A menina conseguiu tratamento depois de uma reportagem exibida pela TV Nativa, e repercutida pelo RepórterMT, que acionou o Conselho Estadual da Criança (CEDCA). Após tomar conhecimento do caso, o CEDCA viabilizou tratamento em Cuiabá para Maria Clara, que está na Capital desde então. 

 

AJUDA MÉDICA E DOAÇÕES 

Claudemir abriu uma conta poupança na Caixa Econômica Federal (CEF) para receber ajuda financeira. Para colaborar com a família, os interessados podem fazer depósitos de qualquer quantia na Conta número 71451-7, operação 13, na Agência 1385. O telefone de contato de Claudemir é (65) 9689-8028 ou 9208-1332.

 

 

O QUE É HIDROCEFALIA

Hidrocefalia é o acúmulo anormal e excessivo de líquido dentro dos ventrículos ou do espaço subaracnóidea. É tipicamente associado com dilatação ventricular e aumento da pressão intracraniana; pode ocorrer em crianças (diversas faixas etárias) ou adultos, tendo causas específicas. A Hidranencefalia é uma forma de hidrocefalia, associada a falta de massa encefálica.

Pode ser classificado como hidrocefalia comunicante ou não comunicante, dependendo da sua etiologia; outro termo utilizado é a hidrocefalia evacuo, quando relacionado com atrofia cerebral.

Hidrocéfalo não comunicante se refere à hidrocefalia que resulta de lesões que obstruem o sistema ventricular e hidrocéfalo comunicante se refere a lesões que afetam e obstruem o espaço subaracnóidea.

Causas:

Algumas causas de hidrocefalia infantil podem ser por obstrução liquida, tais como: glicose, cisto colóide, gliomas, craniofaringeomas, cistos de aracnoide, medulo blastomas, ependimomas, astrocitomas, tumores, estenose. (Fonte: ABC da Saúde Informações Médicas Ltda.) 

Leia mais 

Abandonado pela mulher, homem luta pela sobrevivência da filha com doença grave

Retorno de criança com hidrocefalia para Alta Floresta é descartado pelos médicos

Galeria de Fotos:
Credito: RpMT
Credito: RepórterMT
Credito: RepórterMT
Credito: RpMT
Credito: RpMT/reprodução
Credito: RpMT
Credito: RepórterMT
Credito: Reprodução/ Facebook
Credito: Repórter MT/ Facebook
Credito: Repórter MT/ Facebook
Credito: Reprodução/ Facebook
Credito: RepórterMT
Credito: RepórterMT
Credito: RepórterMT
Credito: RepórterMT
Credito: RepórterMT
Credito: reprodução/ TV Nativa










(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Ingrid  15.04.16 20h52
Gostaria de saber notícias da Maria Clara... enviei doaççao mas nao sei se receberam

Responder

12
0
carlos velloso neto  15.09.15 16h55
Existem certos momentos em que a vida nos dá um chacoalhão daqueles. Paramos para pensar, olhar ao redor e aí percebemos o que é de fato importante e relevante nesse mundo. O exemplo desse Pai, nos faz acreditar que não estamos aqui por acaso; que o mundo não é feito só de maldades e que sobretudo Deus existe! Existe e tem para cada um de nós um plano traçado, um momento, um destino. Que todos nós consigamos encontrar nossos verdadeiros destinos e, quando encontrado, possamos percebê-lo e segui-lo. Isso que importa. E, depois dessa lição que o Claudemir espontaneamente nos traz, que todos tenham a sensibilidade de ajuda-lo, da melhor forma possível, a conduzir a cruz que lhe foi dada, da maneira menos penosa. Ele é digno disso. Que Deus o abençoe sempre !!!

Responder

29
0
bira/de dimantina  01.08.15 21h44
Podem ter a certeza que o pai de maria clara certamente ,ja tem o seu lugar garantido au lado de Deus amigos.e que ele proteja toda a família, e a mae de maria clara também.

Responder

16
1

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER