05.04.2019 | 18h06


LUTA PELA VIDA

Mãe procura doador de medula para salvar filha de 5 anos

Sophia Victoria foi diagnosticada aos três anos de idade com Leucemia Linfoblástica Aguda – tipo B e precisa do transplante de medula.



Rosangela Silva promove na internet e através de amigos, uma campanha em busca de doador de medula óssea para a filha Sophia Victoria, de apenas cinco anos, que  foi diagnosticada aos três anos de idade com Leucemia Linfoblástica Aguda – tipo B.

Apesar de todo o tratamento dos últimos dois anos, a doença voltou mais forte e o transplante é urgente para salvar a menina.

Atualmente Sophia faz seu tratamento no Hospital do Câncer, em Cuiabá, e realiza sessões de quimioterapia. O tratamento já havia encerrado em dezembro de 2018, repleto de medicamentos, quimioterapia e injeções, mas em março os exames apontaram a volta da doença.

Segundo Rosangela, quando o tratamento acaba, a doença tem que ficar no mínimo seis meses sem dar sintomas, caso volte após esse período o tratamento é retomado. Mas no caso de Sophia, voltou muito antes do período necessário. A única saída é o transplante de medula óssea.

arquivo pessoal

sofia

Sophia com a mãe em tratamento no Hospital do Câncer.

Quem quiser se cadastrar no banco de medula óssea e fazer o teste de compatibilidade deve procurar o MT Hemocentro, na Capital, localizado na rua 13 de junho. A  doação de plaquetas também pode ser feita para Sophia, no Hospital do Câncer, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, com horário marcado. A família também pede por doação de sangue, que pode ser realizada na Santa Casa de Cuiabá.

Doe medula

“A pessoa que pretende ser um doador de medula realiza primeiramente um cadastro e aí será recolhido 5 ml de sangue”, explica Silvana Salomão, representante do Hemocentro de Cuiabá.

De acordo com ela, após esse sangue ser coletado, será realizado um exame para testar e identificar o genótipo desse doador. Após esse procedimento, os dados serão inseridos em um banco de dados mundial. O doador pode salvar a vida de qualquer pessoa no planeta.

A compatibilidade será testada entre o doador e o receptor, caso os resultados sejam positivos, novos exames serão realizados. E caso não tenha nenhum problema, o doador será internado e tudo isso é custeado pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Silvana explica que para a doação, o doador será anestesiado e será feito uma punção da medula óssea. Isso é feito no tutano do osso e geralmente na região do quadril, não na medula espinhal, como muito se propaga. Além disso, a realização do procedimento de doação não causa efeitos colaterais, de acordo com ela.

O Hemocentro em Cuiabá fica localizado na rua 13 de Junho, 1055 - Centro Sul.

 Para entrar em contato com Rosângela Silva o telefone é  65 9264-1288.











(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Edilaine   08.04.19 01h16
Quem ja teve cancer de colo uterino e fez quimioterqpia e radioterapia pode doar sera?

Responder

0
0
Marildete ramos da cruz  06.04.19 20h02
Em 2012 deixei amostra do meu sangue na cidade de sao jose dos quatro marcos para eu ser doadora, mais nao sei como fazer pra saber se meus dados foram atualizados, hoje moro em outra cidade.

Responder

1
0
Milton david OLEGÁRIO   05.04.19 20h14
Como faço sendo eu do do interior de MT Gostaria de ser doador de medula óssea pra está garota li a matéria e gostaria de somar com este anjinho....

Responder

26
0
Rosângela   07.04.19 08h37
Bom dia, sou mãe dessa princesinha, para se cadastrar basta ir ao hemocentro mais perto, munido de documentos e fazer cadastro de doador de medula óssea, se caso vc for compatível com minha filha ou com outra pessoas eles entraram em contato com vc. Obg desde já. Deus abençoe sua vida ❣

Responder

15
0
Dayanne Fernanda Ferreira   08.04.19 23h56
Único hemocentro que faz análises pra doação de medula e o da 13 de junho próximo ao hospital , eu sou doadora de sangue -O , sempre faco as doaçoes no anexo a santa casa , e tbm dôo plaquetas lá no hospital do câncer , fui no hemocentro da 13 e não me deixaram doar , não passei nem na entrevista não sei se era pq já estava quase na hora de fechar o msm . Disseram pra mim voltar depois de um ano . Tem lógica? E os outros hemocentro me ligam direto pra mim doar ,tanto plaqueta como sangue . Aí fica difícil a gente quer ajudar e o pessoal do hemocentro faz pouco caso .

Responder

0
0

Enquete

GESTÃO

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora?

Excelente: MT foi destruído por governos anteriores

Bom: Está enfrentando problemss que ninguém quis enfrentar

Ruim: Não faz reformas de verdade e culpa o servidor

Péssimo: Vai conseguir ser pior que Silval e Taques

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER