12.08.2017 | 16h14


CENTRO DE CUIABÁ

Incêndio destrói prédio e vegetação do Morro da Luz

Ainda não se sabe se o fogo começou na vegetação, que fica atrás do prédio, ou no próprio edifício. No local, que estava desativado, funcionava antigamente uma loja de produtos ao valor de R$ 1,25.


DA REDAÇÃO

Um incêndio de grande proporções atingiu um prédio de dois pavimentos e parte da vegetação do Morro da Luz, no Centro Cuiabá, no início da tarde deste sábado (12). O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência. Foram mais de 3 horas de combate às chamas.

Ainda não se sabe se o fogo começou na vegetação, que fica atrás do prédio, ou no próprio edifício. No local, que estava desativado, funcionava antigamente uma loja de produtos ao valor de R$ 1,25, localizada na Avenida da Prainha.

Os bombeiros tiveram extrema dificuldade para combater o incêndio, que começou por volta das 12 horas.

O acesso ao segundo piso estava sendo dificultado pela grande quantidade de entulho presente, como plásticos, sacolas e lâmpadas. Em determinado período do combate os bombeiros precisaram recuar porque a estrutura começou a ceder.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 15 agentes trabalharam na ocorrência, com três viaturas. Cerca de 9 mil litros de água foram utilizados para conter as chamas.

Os bombeiros fizeram o trabalho de rescaldo, que consiste em apagar as últimas brasas que ainda contenham cinzas, para evitar que o fogo ganhe força novamente.

Galeria de Fotos:
Credito: Aspirante Thiago
Credito: Aspirante Thiago
Credito: Aspirante Thiago
Credito: Aspirante Thiago










(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Benedito Addôr  12.08.17 18h17
Esse foi mais um imóvel onde o proprietário foi tapeado com o negócio do VLT. Em 2012, a Secopa comunicou ao proprietário que seria desapropriado e feita a Estação do VLT do Morro da Luz. O prédio estava alugado para Loja de 1,25, a comerciante logo deixou o lugar, entregou o ponto. Cinco anos depois, não fizeram absolutamente nada, está abandonado, é usado agora para guardar carros. A proprietária perdeu muito dinheiro com isso, não pode vender, não pode alugar. Quem é que vai pagar pelo prejuízo? Nem sei quanto era o aluguel na época, mas pelo tamanho do imóvel, localização, ela já deve ter perdido um bom dinheiro.

Responder

6
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER