11.06.2019 | 16h40


ALERTA

Homem morre com suspeita de contaminação pelo vírus H1N1

O paciente estava internado na Santa Casa de Rondonópolis e morreu na segunda-feira (10), antes da confirmação da doença.


DA REDAÇÃO

Um homem, identidade não divulgada, morreu após dar entrada no Hospital Santa Casa em Rondonópolis (215 km da Capital) com suspeita de contaminação pelo vírus da gripe Influenza A (H1N1) na segunda-feira (10).

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde de Mato grosso (SES-MT), as informações repassadas pelo Departamento de Gerência de Vigilância Epidemiológica são de que o paciente morreu antes da confirmação da doença, então ainda não pode ser afirmado o óbito como causado pelo vírus H1N1. No prazo de até 15 dias sai o resultado do material coletado do corpo do paciente, que foi enviado para exames.

Já foram confirmadas oito mortes causadas pelo vírus H1N1 em Mato Grosso, sendo uma no município de Água Boa, uma em Bom Jesus do Araguaia, cinco em Cuiabá e uma em Várzea Grande. Existem ainda vários outros casos de suspeita espalhados pelo Estado.

Em uma avaliação geral, Mato Grosso conseguiu imunizar 87,74% do público-alvo na campanha de vacinação contra a gripe em 2019, ficando abaixo da meta de 90%, estipulada pelo Governo federal.

Influenza

O vírus Influenza é encontrado em três formas diferentes, as mais comuns são: Influenza A (H1N1), também conhecida como gripe suína e a que tem maior número de contágio registrado. Existem também Influenza B e C., a única diferença entre elas são os tipos de hospedeiros e o tipo C é uma doença sazional, existe uma época do ano específica para que haja a contaminação.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER