20.04.2017 | 16h00


VAI ATÉ DOMINGO

FIT Pantanal começa em Cuiabá com extensa programação

Oficinas, palestras, gastronomia e artesanato regional estão entre os atrativos do evento que tem como foco o turismo mato-grossense.



A Feira Internacional do Turismo do Pantana (FIT Pantanal 2017) vai até domingo (23) no Centro de Eventos do Pantanal e tem programação aberta ao público.

A programação técnica da FIT começou  às 14h desta quinat (20) com palestra sobre o turismo como estratégia de sustentabilidade para o Pantanal. 

A FIT vai promover um evento dedicado exclusivamente a Pesca Esportiva. O Seminário para o Desenvolvimento da Pesca Esportiva em Mato Grosso será na quinta e na sexta-feira (21 e 22) com palestras durante a tarde no Centro de Eventos do Pantanal. Uma das palestras será com coordenador do Núcleo de Planejamento e Ordenamento da Pesca Amadora, Kelven Lopes, que falará sobre tendências e atualidades. Marcos Glueck, da Associação Nacional de Ecologia e Pesca Esportiva irá falar sobre as oportunidades de negócios.

Culinária

Interessados pela área da culinária poderão se inscrever gratuitamente para as atividades oferecidas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac-MT) e pelo Serviço Social do Comércio (Sesc-MT), já no primeiro dia do evento.

Das 19h às 21h, no Pavilhão das Nações será promovida oficina sobre o aproveitamento integral dos alimentos, com a chef Márcia Mesquita. No mesmo horário, no Piso das Águas, será a vez da palestra sobre recepção de eventos, com Valéria Carolina da Silva. As inscrições são gratuitas.

E para fechar o primeiro dia de FIT, shows do grupo Flor Ribeirinha, às 20h, Orquestra da Bolívia, às 21h e na sequência Roberto Lucialdo.

Programação completa acesse o www.fitpantanal.com.br

FIT 2017

A FIT Pantanal oferece ao público diversas opções de entretenimento, além de ser uma oportunidade para buscar capacitação técnica e profissional, conhecer mais sobre os atrativos turísticos do Estado e pacotes disponíveis, ou mesmo consumir os produtos fresquinhos da agricultura familiar, comprar as peças do artesanato regional ou somente para aproveitar com a família o espaço gastronômico e os shows culturais. Toda a programação é gratuita.

A expectativa para esta edição é receber um público total de 100 mil pessoas. O tema da Feira será o turismo sustentável e, por isso, todas as atividades serão desenvolvidas de forma alinhada com questões como: preservação do meio ambiente, geração de emprego e renda através de atividades ligadas ao turismo local, conservação, discussão de alternativas para uso inteligente dos biomas mato-grossenses, investimentos e perspectivas para o segmento, entre outros assuntos.

Considerado o maior evento na área de turismo da região Central do Brasil, a proposta da FIT é movimentar toda a cadeia envolvida no segmento e funcionar como uma vitrine para promover os atrativos turísticos dos municípios, as tradições culturais e a gastronomia.

A ideia é tornar o Estado mais acessível, uma vez em que a Feira permite que, em um mesmo local, as pessoas conheçam as belezas e as potencialidades de cada região, saibam como fazer passeios e viajar pelo interior, experimentem delícias culinárias e aprendam um pouco mais sobre o que Mato Grosso possui, revela o secretário adjunto de Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Luis Carlos Nigro.

“Queremos que todos participem. Este evento é feito, antes de tudo, para que a população possa conhecer melhor o lugar onde vive e, quem sabe, passe a enxergar novos horizontes, para juntos construirmos um ambiente propício para o desenvolvimento”, conclui Nigro.

Apoios

A Feira Internacional do Turismo do Pantanal (FIT 2017) é promovida pelo Governo do Estado de Mato Grosso e o Sindicato das Empresas de Turismo/Sindetur e conta com a parceria da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Mato Grosso (ABIH-MT) e a Associação Brasileira de Agências de Viagens de Mato Grosso (ABAV-MT). Além do apoio da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio/MT), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) de Mato Grosso, Centro de Pesquisa do Pantanal (CPP) e Serviço de Aprendizagem Comercial de Mato Grosso (Senac/MT).











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER