13.04.2019 | 18h00


SOLIDARIEDADE

Família pede ajuda para tratamento de menina com alergia grave

A família da menina tem renda de apenas R$ 1,200 e o dinheiro não dá para custear o tratamento e manter as despesas da casa com três crianças.


DA REDAÇÃO

Com renda mensal de apenas R$ 1,200,00 a família da pequena Isis Rebeca de apenas 1 ano e 7 meses, promove uma campanha para arrecadar fundos e conseguir custear as despesas da menina, que faz tratamento médico contra alergia alimentar múltipla de um grau extremamente alto.

Izabelle Surubi, mãe da pequena Isis, conta que desde o nascimento a filha foi diagnosticada com alergia e com o tempo foram descobrindo cada vez mais alimentos restritos.

Izabelle Surubi, mãe da pequena Isis, conta que desde o nascimento a filha foi diagnosticada com alergia e com o tempo foram descobrindo cada vez mais alimentos restritos.

“Ela começou com uma coceira nos olhos, então a gente levou no médico com recursos próprios, porque no SUS não conseguimos. Descobrimos que ela tinha alergia a ovo, leite, amendoim, nozes castanhas, corantes, conservantes, enlatados, embutidos e por último descobrimos que ela tem alergia ao glúten.”

Vivendo uma rotina intensa de visitas frequentes a nutricionistas e oftalmologistas e especialistas, Isis faz uso contínuo de colírios alérgicos, pois a alergia afeta principalmente a região dos olhos, vacinas entre outros medicamentos.

Em relação à alimentação, a pequena só pode consumir frutas, carne de carneiro e frango, além do leite materno.

Quando está em crise, a menina tem diarreia, os olhos e nariz ficam inchados, irritados, avermelhados e com marcas.

“Ela começou com uma coceira nos olhos, então a gente levou no médico com recursos próprios, porque no SUS não conseguimos. Descobrimos que ela tinha alergia a ovo, leite, amendoim, nozes castanhas, corantes, conservantes, enlatados, embutidos e por último descobrimos que ela tem alergia ao glúten.”

“Por estar amamentando, eu também preciso de uma dieta restritiva, pois não posso consumir os alimentos que mais prejudicam ela”, relata a mãe.

Atualmente, a única renda da família, para arcar com as despesas dos remédios, do tratamento, além dos gastos mensais como alimentação, aluguel, luz e água, é o salário pai da criança, Marcel Costa, que é açougueiro.

Além de Isis, Izabelle tem outras duas filhas de 9 e 5 anos, por esse motivo teve que deixar o emprego para dar exclusividade às filhas.

Para conseguir as doações, a família ‘Vakinha Online’, em prol do tratamento de Isis Rebeca. Inicialmente, a quantia estimada com a arrecadação é de R$ 1.500,00 para as despesas mais urgentes.

Além da vaquinha pela internet, quem quiser ajudar Isis com qualquer valor, pode entrar em contato também pelos telefones (65) 9629-8911 / (65) 99209 - 4150.

Alergia alimentar

A alergia alimentar é uma doença que afeta aproximadamente 5% das crianças e 3-4% dos adultos. Embora uma reação alérgica possa virtualmente ocorrer com qualquer alimento, os alimentos mais alergênicos e que causam alergia mais frequentemente são: na criança as proteínas do leite, o ovo, o peixe, frutos secos, amendoim, soja e trigo; no adulto os mariscos, peixes, frutos secos/sementes, amendoim e frutos frescos (muitas vezes, em doentes alérgicos com rinite e/ou asma, por reatividade cruzada com componentes de alergênicos respiratórios).

 

Galeria de Fotos:
Credito: Arquivo Pessoal
Credito: Arquivo Pessoal
Credito: Arquivo Pessoal
Credito: Arquivo pessoal
Credito: Arquivo pessoal
Credito: Arquivo pessoal










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER