11.02.2019 | 15h56


SOBRA DA COPA

Emanuel cobra de Mauro retomada da obra do Córrego Mané Pinto



A Prefeitura de Cuiabá encaminhou ao Governo do Estado ofício reiterando a urgente necessidade da retomada das obras de canalizado do Córrego Mané Pinto, na Avenida Oito de Abril. A medida do Município leva em consideração o péssimo estado de conservação da estrutura e o perigo que esta representa para a população. Uma reunião com representantes do Executivo estadual também já foi agendada para esta semana. A urbanização do córrego se arrasta desde os preparativos de Cuiabá para a Copa de 2014. Na época, o atual governador, Mauro Mendes, era prefeito da cidade. A obra, ressalte-se, era tocada pelo governo do estado, na ocasião, comandado por Silval Barbosa, hoje em prisão domiciliar. 

No documento consta um relatório fotográfico montado pela Secretaria Municipal de Obras Públicas, juntamente com a Defesa Civil de Cuiabá, demonstrando que a extensão do córrego possui diversos pontos críticos. A situação dos pontos, segundo o levantamento, tem se agravado durante o período chuvoso, colocando em risco milhares de pedestres e motoristas que trafegam pela via diariamente. 

Conforme explica o secretário municipal de Obras Públicas, Vanderlúcio Rodrigues, o mesmo procedimento já foi efetuado na gestão anterior do Estado (Pedro Taques), quando a obra estava sob responsabilidade da extinta Secretaria de Estado de Cidades (Secid, comandada por Wilson Santos). Dessa vez, o ofício foi endereçado para a Secretaria de Estado de Infraestrutura, Logística e Obras Públicas (Sinfra), solicitando a intervenção em caráter de urgência. 

“Estamos cumprindo uma determinação do prefeito Emanuel Pinheiro que está indignado com a situação do córrego. Esse é um impasse que precisa ser urgentemente resolvido e, mais uma vez, estendemos nosso pedido ao Governo do Estado. A obra já passou pela Secopa, Secid e, agora, irá ficar sob responsabilidade da Sinfra. Ou seja, são anos de indefinição, o que acaba colocando em risco o cidadão que passa pelo local”, comenta Rodrigues. 

Histórico

Parte integrante do pacote de obras da Copa do Mundo de 2014, a revitalização do Córrego Mané Pinto foi retoma pela Secid em 2016. Um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) firmado entre o órgão estadual, o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE) e a empresa Engeglobal, estabeleceu que o trabalho deveria ter sido concluído no mesmo ano. Já em 2018, porém, o Estado rescindiu, unilateralmente, o contrato com a empreiteira, alegando o descumprimento das cláusulas contratuais. 

De acordo com o Governo do Estado, o valor total da obra é de R$ 25,7 milhões. O projeto abrange aproximadamente 3,5 quilômetros do córrego, onde devem ser executados os serviços de reforço das laterais, com calçadas largas para passagem de pedestre; repavimentação asfáltica em todo o prolongamento da avenida; implantação do coletor-tronco e do sistema coleta de esgoto. Também estão previstos os trabalhos de sinalizações e paisagismo.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

GESTÃO

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora?

Excelente: MT foi destruído por governos anteriores

Bom: Está enfrentando problemss que ninguém quis enfrentar

Ruim: Não faz reformas de verdade e culpa o servidor

Péssimo: Vai conseguir ser pior que Silval e Taques

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER