29.11.2015 | 20h00


"PROFISSÃO VIAJANTE"

Cuiabana visitou um quarto do mundo e ajuda pessoas a fazer o mesmo

Lala Rebelo começou a viajar desde criança com a família, foi estudar fora e passou a viajar sozinha e hoje mora no Panamá com o marido mochileiro.


DA REDAÇÃO

Quem nunca sonhou em ganhar na loteria e sair por aí gastando tudo em viagens e aproveitando o que este mundo tem de bom para oferecer? Pois é, viajar é um dos prazeres mais desejados pelo ser humano, os destinos variam de acordo com o gosto de cada um, mas o sentimento de descoberta e liberdade que novas experiências trazem, fascinam e fazem parte das férias de muita gente.

Mas uma cuiabana transformou essa paixão em profissão e vive ajudando outras pessoas a realizarem o sonho da viagem perfeita. Lala Rebelo, 27, já conheceu quase 60 países, ou 25% de toda a Terra!

A publicitária viajante hoje trabalha como blogueira e consultora de viagens. No ano passado, ela começou a compartilhar histórias e dicas no blog Lala Rebelo e há seis meses assumiu a página como um trabalho

Esse estilo de vida começou muito cedo, nos seus primeiros meses, quando os pais se aventuravam em dias de estrada a bordo de uma Veraneio com os filhos. Aos seis anos de idade, Lala fez sua primeira viagem internacional com a família, para os Estados Unidos. Já adulta, ela foi estudar Publicidade em São Paulo, fez intercâmbio para a França e, a partir daí, alçou voos cada vez mais altos.

A publicitária viajante hoje trabalha como blogueira e consultora de viagens. No ano passado, ela começou a compartilhar histórias e dicas no blog Lala Rebelo e há seis meses assumiu a página como um trabalho. Pelo blog, os leitores podem contratá-la para fazer consultoria personalizada. O dinheiro que ganha é investido em outras viagens e, assim, o ciclo se renova. A paixão vira profissão e a profissão é sua paixão. Conheça um pouco mais da história de Lala nesta entrevista que a viajante de plantão concedeu ao .

 

Pelo blog, os leitores podem contratá-la para fazer consultoria personalizada. O dinheiro que ganha é investido em outras viagens e, assim, o ciclo se renova.

Repórter MT: Seus pais ou outros parentes foram uma influência para você criar essa paixão por viajar? 

Lala Rebelo: Com certeza! Meus pais me influenciaram muito, porque não passávamos nem seis meses sem fazer ao menos uma viagem. E naquela época, as viagens eram de carro. Tínhamos uma Veraneio, passávamos quatro dias para ir de Cuiabá a Fortaleza, por exemplo (e mais 4 dias para voltar!). Rodamos boa parte deste Brasilzão! Até Argentina e Uruguai fomos conhecer de carro. Com eles, também fui para os Estados Unidos pela primeira vez, para o Canadá... Sem dúvidas, foram eles que plantaram esse sentimento em mim. 

Repórter MT: O que você estudou em São Paulo? Você chegou a exercer a profissão? 

Lala Rebelo: Sou publicitária formada pela ESPM. Desde a época da faculdade, já trabalhava com marketing e branding (gosto muito, por sinal!). Trabalhei em algumas multinacionais em São Paulo e só depois que vim morar no Panamá. No final de 2013, comecei a tirar do papel a ideia de fazer um blog de viagens. O primeiro post foi ao ar em maio de 2014, mas era um blog "amador", algo de brincadeira. A nova plataforma, essa cara que vocês veem hoje no lalarebelo.com "nasceu" há apenas seis meses. 

Repórter MT: Você se lembra qual foi sua primeira viagem? Para onde foi e como foi?

Lala Rebelo: Não me lembro porque eu tinha apenas alguns meses de idade, mas meus pais me disseram que foi para Goiânia e Caldas Novas. Agora da primeira viagem internacional, lembro muito bem. Eu tinha seis anos de idade e fizemos uma viagem com amigos da família pelos Estados Unidos. De ônibus, conhecemos os estados da Califórnia, Utah, Arizona e Nevada. 

 

"Claro! O serviço de roteiros personalizados é justamente para planejar a melhor experiência possível que alguém pode fazer em um determinado destino, de acordo com o orçamento disponível, datas e gostos pessoais. Para isso, mando um questionário para o cliente, para conhecê-lo melhor. Cada roteiro é pensado especialmente para aquele cliente".

Repórter MT: Eu vi que você é casada. Ele é brasileiro? Viaja tanto quanto você?

Lala Rebelo: Sim, sou casada há mais de dois anos. Viemos morar no Panamá por causa de uma proposta do trabalho dele, e foi aqui que resolvi tornar minhas viagens um negócio, ao invés de procurar o mesmo tipo de trabalho que tinha antes em São Paulo. Ele é brasileiro, mas é "cidadão do mundo" e tem rodinhas no pé como eu. Já morou em outros quatro países além do Brasil. Eu já morei nos Estados Unidos, na França, na Espanha, na Inglaterra e agora no Panamá e também já conhecia muito lugar ao redor do mundo antes mesmo de nos conhecermos. Acho que isso foi uma das coisas que nos uniu.

Repórter MT: Como é a convivência caso ele não possa ir em todas as viagens e você esteja sempre na estrada?

Lala Rebelo: Agora estamos tratando de explorar o resto do mundo juntos! Apesar do blog levar apenas o meu nome, ele é parte fundamental nisso tudo. Inclusive, é o fotógrafo de quase todas as fotos em que eu apareço no blog e no instagram. Fazemos muita engenharia para conseguirmos ir juntos em quase todas as viagens. Férias, feriados, fins de semana... Qualquer tempo livre é desculpa para conhecer um novo lugar, que depois virará conteúdo do site! 

Repórter MT: Na maioria das viagens, você fica hospedada em hotéis luxuosos. Você já passou por algum "perrengue" na estrada, como ter que ficar em algum lugar que lhe trouxe dor de cabeça? Como faz para driblar esses inconvenientes? 

Lala Rebelo: Sou apaixonada por hotéis. Fico encantada quando um hotel consegue te oferecer uma experiência memorável, sabe? Uma decoração linda, uma super piscina, uma vista daquelas de tirar o fôlego... Não acho jamais que ficar em um hotel bacana é um gasto desnecessário. Pelo contrário, pode ser uma experiência única, que irá tornar sua viagem ainda mais especial. 

Mas já viajei muito com orçamento apertado, principalmente quando fiz intercâmbio na França e aproveitei para conhecer alguns países da Europa. E posso dizer que existem muitos hostels (albergues) bacanas por aí, com decoração descolada, gente animada... Acho isso super legal. 

O maior perrengue que já passei, na verdade, foi na minha lua de mel. E não era um hotel, e sim um trem: o trecho de trem entre Jaipur e Jaisalmer na Índia, de 12 horas de duração. A agência que nos vendeu o bilhete disse que era “praticamente o Palace On Wheels”. Mesmo viajando em primeira classe, a quantidade de ratos era incontável! Saltamos do trem no meio do caminho, em Jodhpur, após seis horas de viagem, e conseguimos um carro com motorista para nos levar até nosso destino final. Ufa! Ainda bem que Jaisalmer, a cidade dourada, foi, sem dúvidas, um dos lugares mais incríveis em que já estive.

Repórter MT: Você faz planejamento de viagens para pessoas que não tem tanto dinheiro para viajar?

Lala Rebelo: Claro! O serviço de roteiros personalizados é justamente para planejar a melhor experiência possível que alguém pode fazer em um determinado destino, de acordo com o orçamento disponível, datas e gostos pessoais. Para isso, mando um questionário para o cliente, para conhecê-lo melhor. Cada roteiro é pensado especialmente para aquele cliente. E recomendo muito o serviço especialmente para quem não está com tanto dinheiro, pois faço muita pesquisa e entrego a melhor programação possível de acordo com o orçamento: hotéis com bom custo-benefício, passagens internacionais e domésticas com melhor preço na data, atividades para cada dia com valores, restaurantes recomendados e tudo mais, tudo com link, sem erros! 

 

"APRENDER. Essa palavra diz muito, pois pra mim, nada ensina mais do que uma viagem. Viajar, para mim, não é apenas experimentar coisas novas, é experimentar “a gente mesmo” em um contexto diferente, não familiar, e descobrir nossas forças e fraquezas"

Repórter MT: O que você mais aprendeu em todas essas experiências e contato com tantas culturas diferentes? 

Lala Rebelo: APRENDER. Essa palavra diz muito, pois pra mim, nada ensina mais do que uma viagem. Viajar, para mim, não é apenas experimentar coisas novas, é experimentar “a gente mesmo” em um contexto diferente, não familiar, e descobrir nossas forças e fraquezas e se dar conta do quanto a gente é tão pequeno se comparado a tudo. 

Acredito que um mundo com mais viajantes seria um mundo melhor. A frase pode até parecer cliché, mas faz todo sentido. Viajar amplia a alma, faz a gente enxergar o “outro” com outros olhos, respeitá-lo, entendê-lo e apreciá-lo. Viajar, por mais “luxuosa” que seja a jornada, sempre nos tira da nossa zona de conforto, e nos torna mais flexíveis e adaptáveis. E o melhor: nos deixa sem opinião formada sobre tudo. No final das contas, acabamos percebendo que somos mesmo todos iguais.

 

Repórter MT: Você conta com o apoio de alguém para manter seu site atualizado e patrocinar suas viagens?

Lala Rebelo: O site é 100% atualizado por mim. Todos os posts, relatos, fotos, artigos... Tudo é escrito e colocado no ar por mim. Como disse, o apoio que tenho é do meu marido, Ricardo, que me ajuda com as fotografias, com sua opinião valiosa e com a companhia nas viagens, claro. 

Não tenho patrocínio nas viagens. Tento reverter o lucro que tenho com roteiros personalizados e publicidade no site em mais viagens. E faço disso um ciclo: viajo para trabalhar, trabalho para viajar!

Eventualmente faço parcerias com hotéis e outros serviços. 

 

"Uma das fotos mais lindas que tenho foi tirada na Lagoa das Araras, em Nobres. Achei aquele lugar simplesmente maravilhoso! Amei conhecer Nobres".

Repórter MT: Tem algum lugar aqui mesmo em Mato Grosso que você seja fã e recomenda para que outros conheçam?

Lala Rebelo: Uma das fotos mais lindas que tenho foi tirada na Lagoa das Araras, em Nobres. Achei aquele lugar simplesmente maravilhoso! Amei conhecer Nobres. 

 Repórter MT: Quando você tiver filhos pretende incentivá-los a viajar tanto quanto você?

 Lala Rebelo: Com certeza pretendo incentivá-los! Assim como meus pais faziam comigo e com meus irmãos, nos levando para viajar desde que tínhamos apenas meses de idade. Acabei de fazer 27 anos e já conheço 25% do mundo. Com certeza, também é graças às viagens que meus pais me levavam quando eu ainda era criança. Mas isso é algo que só tendo um bebê para saber como vai ser, né? (risos) 

 

Conheça o blog e o Instagram da Lala Rebelo. 

Galeria de Fotos:
Credito: Lala Rebelo
Credito: Lala Rebelo
Credito: Lala Rebelo
Credito: Lala Rebelo
Credito: Lala Rebelo
Credito: Lala Rebelo
Credito: Lala Rebelo
Credito: Lala Rebelo
Credito: Lala Rebelo
Credito: Lala Rebelo










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER