07.02.2019 | 17h59


TRAGÉDIA DE BRUMADINHO

Corpo de 'mato-grossense' é sepultado em Minas Gerais

João Paulo Pizzani Mattar, de 37 anos, foi localizado na manhã desta quinta-feira (06) pelo Corpo de Bombeiros


DA REDAÇÃO

O corpo do morador de MT, João Paulo Pizzani Mattar, de 37 anos, foi encontrado na manhã desta quinta-feira (7) pelas equipes de busca que atuam em Brumadinho (MG), onde houve o rompimento da barragem de rejeitos de minérios da Mina do Córrego do Feijão, da mineradora Vale. João foi sepultado em Brumadinho na tarde de hoje. A informação foi confirmada ao pela irmã da vítima, Janaina Pizzani.

Ele era funcionário da Vale e estava desaparecido desde a tragédia, em 25 de janeiro. Na última contagem feita pela Defesa Civil de Minas Gerais já são 150 mortos e 182 desaparecidos. 

João era natural de Belo Horizonte, mas se mudou com família ainda bebê para Arenápolis (259 km de Cuiabá) e morou na cidade por mais de 20 anos até voltar para a capital mineira. Em 2005, o rapaz passou em um processo seletivo e começou a trabalhar na minerado Vale.

A esposa de João, Rosilene Ozório Mattar, também trabalhava na mineradora na hora do acidente. O corpo dela foi encontrado dias antes do marido e sepultado na quarta-feira passada (30).

A família da esposa de João contou para o jornal O Estado de Minas que os dois atuavam em setores diferentes no momento do rompimento da barragem do Córrego do Feijão.

Eles moravam em Brumadinho e não tiveram filhos, Rosilene era mineira.

Leia mais

Ex-morador de Mato Grosso está entre os desparecidos na tragédia de Brumandinho











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER