15.01.2016 | 07h55


INDÚSTRIA DA MULTA!

Com cidade esburacada, Lucimar manda instalar 10 radares em VG; secretário nega intuito de 'arrecadar'

As vias que mais apresentam 'violência no trânsito' são as avenidas 31 de Março, Ulisses Pompéu, Júlio Campos, Artur Bernardes, Couto Magalhães, Filinto Müller e Avenida da FEB


DA REDAÇÃO

A Secretaria de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana de Várzea Grande, a mando da prefeita Lucimar Campos, irá instalar 10 radares de controle de velocidade, nas principais avenidas da cidade até junho deste ano. Um termo de referência está sendo elaborado para a publicação do edital de pregão eletrônico.  De acordo com o secretário Breno Gomes, o processo ainda está no início. Até o edital ser publicado, deve demorar cerca de 45 dias. Depois, o processo licitatório leva mais 30 dias em média, que pode aumentar se houver recursos, análise dos mesmos. Em resumo, todo o processo deve demorar cerca de 180 dias.

De acordo com o secretário, as vias que mais apresentam 'violência no trânsito' são as avenidas 31 de Março, Ulisses Pompéu, Júlio Campos, Artur Bernardes, Couto Magalhães, Filinto Müller e Avenida da FEB

De acordo com o secretário, as vias que mais apresentam 'violência no trânsito' são as avenidas 31 de Março, Ulisses Pompéu, Júlio Campos, Artur Bernardes, Couto Magalhães, Filinto Müller e Avenida da FEB, onde uma mulher morreu esmagada por uma carreta, no último dia 8, ao tentar fazer um contorno, em um ponto que o semáforo está desativado.

O secretário Breno Gomes argumenta que o interesse da Prefeitura não é financeiro e sim com a segurança. “A nossa intenção não é arrecadar multa, a intenção é diminuir o número de acidentes para dar mais segurança à população”. Ele explica que a Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Guarda Municipal desenvolve projetos de educação no trânsito, mas estes não são suficientes para conscientizar os motoristas sobre a importância de ser prudente ao volante.

“O problema real é a alta velocidade misturada com álcool. Você pode reparar que todo final de semana tem dois, três postes derrubados. Aí fica o custo dos postes e a iluminação para a Prefeitura", argumenta o secretário.

“O problema real é a alta velocidade misturada com álcool. Você pode reparar que todo final de semana tem dois, três postes derrubados. Aí fica o custo dos postes e a iluminação para a Prefeitura e a população perde, fica sem luz, tem todo um transtorno”, destaca Gomes. Somente na Avenida Ulisses Pompéu, ocorreram mais de 60 acidentes, no ano passado, de acordo com o secretário. Nesta semana, estão sendo trocados 10 postes de ferro que foram derrubados por condutores de veículos nesta mesma via.

“Não temos o valor exato do custo porque é um pregão, quem der o menor valor é quem ganha”, afirma.

Emergencialmente, a Secretaria pretende instalar dez radares nos pontos mais críticos. Dependendo da demanda, do número de acidentes, poderão ser instalados outros equipamentos, inclusive lombadas eletrônicas. O secretário não soube informar o valor que será gasto com os radares. “Não temos o valor exato do custo porque é um pregão, quem der o menor valor é quem ganha”, afirma.

Com uma frota de 8.134 veículos, além daqueles com placa de outros municípios, Várzea Grande é uma das cidades que concentra boa parte dos acidentes de trânsito no estado. Somente no primeiro semestre de 2015, foram registradas mais de 18 mil infrações, de acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT). Esse número equivale a quase o dobro do que foi registrado no mesmo período de 2014, que marcou mais de 10 mil infrações. 











(7) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

MARIA DAS DORES RUPESTRE  15.01.16 18h41
E VAMOS NÓS AJUDAR A PAGAR AS CONTAS DA PREFEITURA.. COMO SEMPRE , ACHAM UM MEIO DE TIRAR MAIS DO POVO.. SERVIÇO QUE É BOM, NADAAAAAAAAAAAAAAAAA

Responder

0
0
Eduardo Reis Costa  15.01.16 18h19
Reralmente esta havendo um excesso de velocidades nas principais avenidas e ruas de V.Grande, são motoqueiros,motoristas malucos, que causa no minimo 10 acidentes,alguns fatais nas ruas da VG.Vices desses SITE devem estar por fora da realidade da VG para criticar a Prefeita Lucimar, que vem fazendo um otimo trablho frente ao nosso municipio. O brasileiro só tem uma dôr, é no seu BOLSO. Por isso apoiamosa colação dos radares com velocidade de 60 km por hora em nossas ruas e avenidas.

Responder

0
0
ANA LUIZA  15.01.16 16h54
Assim como em Cuiaba e outras cidades alguem está levando muita grana nesse negocio

Responder

0
0
FLAVIO  15.01.16 16h53
PRA QUE RADAR SE NINGUEM CONSEGUE ANDAR EM VG SEM CAIR EM BURACOS? É PRA ARRECADAR MESMO, SO PODE SER... DEVIAM COLOCAR UMA PLACA GRANDE NA ENTRADA DA CIDADE.. VELOCIDADE CONTROLADA POR BURACOS QUE A PREFEITURA NAO CONSEGUE TAMPAR..

Responder

1
0
marcos  15.01.16 14h09
Deviam é acabar com a indústria dos jornais que falam asneiras..

Responder

0
0

Enquete

GESTÃO

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora?

Excelente: MT foi destruído por governos anteriores

Bom: Está enfrentando problemss que ninguém quis enfrentar

Ruim: Não faz reformas de verdade e culpa o servidor

Péssimo: Vai conseguir ser pior que Silval e Taques

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER