11.10.2018 | 07h00


RITUAIS MACABROS

Polícia investiga possível sequestro de crianças em Cuiabá

Em áudios na Internet, pessoas afirmam ter visto um carro preto com dois homens e uma mulher perto de escolas abordando crianças entre 5 a 10 anos com objetivo de sequestra-las para rituais de magia negra


DA REDAÇÃO

A Polícia Judiciária Civil emitiu um alerta aos pais da região metropolitana de Cuiabá com relação a mensagens publicadas nas redes sociais sobre supostos sequestros de crianças para a prática de rituais de magia negra. Os boatos circulam há algumas semanas e foram desmentidos pela polícia.

Segundo a PJC, até o momento, apenas uma ocorrência de possível sequestro de criança foi registrada.

Uma mãe afirmou que uma mulher tentou levar sua filha enquanto passava por um ponto de ônibus, na região do Residencial Aricá, em Cuiabá. A Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) busca por imagens de câmeras de segurança do local e eventuais testemunhas, para identificar a suposta sequestradora.

Segundo a mãe da vítima, a mulher estava em um Fiat Pálio, de cor preta. Um retrato falado também será confeccionado para tentar localizar a suposta sequestradora.

Até o momento, apenas um registro foi identificado, em Cuiabá, onde a uma mãe narra que tentaram levar sua filha enquanto passava por um ponto de ônibus, na região do Residencial Aricá, em Cuiabá.

Depois desse caso, vários boatos foram compartilhados pelas redes sociais. Nos áudios, pessoas afirmam que conhecidos viram um carro preto com dois homens e uma mulher próximos de unidades escolares abordando crianças entre 5 a 10 anos que estariam desacompanhadas dos pais com objetivo de sequestra-las para rituais de magia negra. 

A PJC disse que acompanha as notícias, por meio da Gerência de Combate a Crimes de Alta Tecnologia (Gecat), e reiterou que todas as ocorrências oficiais serão checadas e aqueles casos identificados como falsos, os autores poderão responder por comunicação falsa de crime ou denunciação caluniosa.

Na mesma nota, a Polícia Civil conta que outro registro foi feito por um dono de Fiat Pálio, ano 2008/2009, verde, informando que seu carro foi fotografado e apareceu em postagens feita por uma mulher, vinculando-o aos supostos sequestros de crianças. O caso também será investigado.

Veja a nota na íntegra:

NOTA – Supostos sequestros de crianças

 A Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso informa que acompanha, por meio da Gerência de Combate a Crimes de Alta Tecnologia (Gecat), a onda de notícias supostamente falsas, compartilhadas em redes sociais (whatsapp e facebook) referente à sequestro de crianças em bairros de Cuiabá e Várzea Grande. 

A Polícia Civil reitera que todas as ocorrências oficiais serão imediatamente checadas e aqueles casos identificados comprovadamente como falsos, as pessoas poderão responder por comunicação falsa de crime ou denunciação caluniosa. 

A instituição informa que não há nenhum registro criança desaparecida na região metropolitana.

Referente aos supostos sequestros, até o momento, apenas um registro foi identificado, em Cuiabá, onde a uma mãe narra que tentaram levar sua filha enquanto passava por um ponto de ônibus, na região do Residencial Aricá, em Cuiabá. A mulher foi ouvida, nesta quarta-feira (10), na Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) e manteve a informação noticiada em boletim de ocorrência. 

A Especializada buscará por imagens de câmeras de segurança da localidade e eventuais testemunhas, para identificar a suposta sequestradora, que segundo a comunicante/vítima contava com apoio de Pálio Preto. Um retrato falado também será confeccionado. 

Outra comunicação, feita nesta quarta-feira (10), refere-se ao proprietário de um veículo Fiat Pálio, ano 2008/2009, verde, que informou  à Polícia Civil, em boletim de ocorrência, que seu carro foi fotografado e apareceu em uma postagem feita por uma mulher, vinculando aos supostos sequestros de crianças. O comunicante também será ouvido na Deddica, podendo ser requisitada perícia no veículo. 

 

A Polícia Civil reforça que todos os casos estão sendo investigados para o total esclarecimento dos fatos e, assim, dar uma resposta à população, especialmente, acalmar as mães sobre as notícias falsas que viralizaram nos últimos dias nas redes sociais. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

O Governo de Mauro Mendes vai ser melhor ou pior que o de Pedro Taques?

Será melhor

Será pior

Será igual

Não sei

  • Parcial Votar

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER