26.01.2019 | 07h00


PAIS BÊBADOS

Bebê de 1 ano que ingeriu soda cáustica sai da UTI do Pronto Socorro

A criança estava na Unidade de Terapia Intensiva desde a última segunda-feira (21). O hospital não informou para qual das salas o menino foi transferido.


DA REDAÇÃO

O bebê de um ano, que foi internado em estado grave no Pronto-Socorro de Cuiabá, com suspeita de ter ingerido soda cáustica, saiu de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a criança teria ingerido o produto após um descuido da mãe, que estava consumido bebida alcoólica.

De acordo com a conselheira tutelar do Bairro Pedra 90, na Capital, Silvana Rodrigues, o estado de saúde do menino é estável, mas o caso ainda requer cuidados. O bebê estava na UTI desde segunda-feira (21), no entanto, a conselheira não soube informar em que dia desta semana ele foi transferido de ala e nem em qual delas está internado no momento.

Ela destacou que quando o bebê receber alta médica o Conselho Tutelar será acionado, pois os pais correm o risco de perder a guarda do filho.

Silvana detalha que o conselho elabora um estudo social para saber se a família tem condições de permanecer com o menino. O relatório será encaminhado ao Ministério Público Estadual (MPE), que vai determinar se volta para a família ou ficará sob a tutela do Estado.

Entenda

Segundo a Polícia Militar, a mãe, L.O.S., 31 anos, levou o bebê H.G. para a Policlínica do Pedra 90 sob alegação de que ele havia se engasgado com uma espinha de peixe.

Enquanto a criança recebia os primeiros cuidados da equipe médica, o pai L.L.S., 27 anos, chegou à unidade. Visivelmente irritado, ele desmentiu a esposa e contou aos médicos que um vizinho viu o momento em que H.G. ingeriu a soda cáustica, a partir de um recipiente de vidro que estava jogado no quintal.

Revoltada com o marido, L.O.S. negou a versão e continuou afirmando aos médicos que H.G. havia se engasgado com a espinha de peixe.

No boletim de ocorrência consta que os dois estavam alterados e começaram a bater boca dentro da policlínica. Em seguida, conforme a PM, ela e o marido retiraram à força a criança do pronto-atendimento e voltaram para casa, no Bairro Cinturão Verde, em Cuiabá.

Os militares foram acionados pelos médicos e os policiais fizeram os pais levarem novamente o menino para um pronto-atendimento, dessa vez, na Policlínica do Pascoal Ramos. 

Lá, a equipe médica afirmou que H.G. apresentava sintomas de ingestão de soda cáustica e sugeriu que o bebê fosse encaminhado com urgência ao Pronto-Socorro da Capital. Na unidade, o médico que atendeu o menino também teve a mesma suspeita e pediu exame de endoscopia para confirmar a ingestão do produto.

O entrou em contato com assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde de Cuiabá, para saber o resultado do exame, mas a assessoria informou que o Pronto-Socorro não é autorizado a divulgar este tipo de documento. 

A mãe foi detida e autuada pela Polícia Militar por omissão de socorro. Já o pai foi encaminhado para prestar depoimento na Central de Flagrantes da Polícia Civil – Cisc do Bairro Verdão, em Cuiabá.

Leia mais

Casal bêbado deixa filho de 1 ano ingerir soda cáustica e tenta impedir socorro











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

Enquete

GESTÃO

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora?

Excelente: MT foi destruído por governos anteriores

Bom: Está enfrentando problemss que ninguém quis enfrentar

Ruim: Não faz reformas de verdade e culpa o servidor

Péssimo: Vai conseguir ser pior que Silval e Taques

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER