12.02.2017 | 14h26


PONTOS TURÍSTICOS

Prefeitura de Chapada aposta em Carnaval e calendário de eventos; veja vídeo

Secretário de Turismo do Município garante que evento terá novo formato com infraestrutura reforçada


Da Redação

Sem previsão de reabertura de alguns pontos turísticos de Chapada dos Guimarães (47 km de Cuiabá), a Prefeitura aposta na realização de eventos culturais para atrair os turistas.

“O Carnaval vai priorizar segurança, limpeza pública e coleta de lixo. O turista precisa de infraestrutura apropriada", comentou o secretário de Turismo, Jorge Defanti.

A Prefeitura volta a realizar o Carnaval de rua. Este será o primeiro evento da atual gestão e terá novo formato.  Em entrevista ao , o secretário de Turismo, Cultura e Meio Ambiente de Chapada, Jorge Defanti, comentou que a programação não inclui artistas nacionais, mas sim vai privilegiar  desfile de blocos, atividades lúdicas para crianças e bailes particulares nos bairros.

“O Carnaval vai priorizar segurança, limpeza pública e coleta seletiva de lixo. O turista precisa de infraestrutura apropriada”, pontua.

A expectativa é de que a partir do calendário festivo, a visitação ao município seja incrementada. Para tanto, investimentos estruturais são prioridades para resolver problemas antigos, como a falta de água. “Até o Festival de Inverno, o problema estará resolvido”, garante.

“Percebemos uma nova cultura, criação de souvenirs, como esculturas de elefantes, camisetas e bonés. Apesar de ter um trabalho independente, o Santuário [ dos Elefantes] possui um bom relacionamento com o poder público, que aprova iniciativas que atraem novos olhares para o município”.

Além do Carnaval, para os próximos meses a programação inclui feira literária com participação de escritores mato-grossenses e nacionais, inspirada no tradicional evento que ocorre em Paraty (Rio de Janeiro), Festival de Inverno, Chapada In Jazz, a festa da padroeira Nossa Senhora de Sant' Ana, October Fest, entre outras atividades.

O secretário comentou sobre o Santuário dos Elefantes, organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, cujo impacto tem sido observado no artesanato produzido na cidade.

“Percebemos uma nova cultura, criação de souvenirs, como esculturas de elefantes, camisetas  e bonés. Apesar de ter um trabalho independente, o Santuário possui um bom relacionamento com o poder público, que aprova iniciativas que atraem novos olhares para o município”.

O secretário também falou sobre a Salgadeira, que embora faça parte de Cuiabá, é um importante atrativo turístico às margens da MT-251, rodovia que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães, e recebe atenção especial da prefeita Thelma de Oliveira, que acompanhou a vistoria das obras, com o governador Pedro Taques e o secretário de Estado de Cidades, Wilson Santos,  o secretário adjunto de Turismo, Luiz Carlos Nigro; representantes da Funasa e da construtora Nhambiquaras. 

Nos próximos dias, a Secretaria de Turismo, Cultura e Meio Ambiente de Chapada dos Guimarães passará por uma redefinição.

Neste novo conceito, a intenção é trabalhar ações voltadas para o Lago de Manso, que para o secretário, é a grande estrela do turismo de Chapada, mas que por conta da distância e das estradas, mantém mais proximidade com a Capital Cuiabá.

Defanti defende que a conclusão das obras de asfaltamento na MT-020, que liga o Distrito de  Água Fria a Chapada, vai mudar este quadro.

Veja a entrevista na íntegra:











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER