02.02.2017 | 08h10


VEJA VÍDEO

Orquestra da UFMT apresenta espetáculo com o cantor Daniel, anuncia Fabrício Carvalho

O evento ocorre em abril e a renda será revertida para Hospital de Câncer de Mato Grosso e Santa Casa de Misericórdia


DA REDAÇÃO

Na véspera do aniversário de Cuiabá, 7 de abril, a Orquestra Sinfônica da UFMT recebe o cantor Daniel para o espetáculo In Concert, no Teatro Zulmira Canavarros. Em entrevista ao , o maestro e secretário de Articulação e Relações Institucionais da UFMT (SARI), Fabrício Carvalho, comentou que a ideia é reafirmar a versatilidade da Orquestra, aproximando-a dos admiradores da música brasileira sertaneja e contribuir com a ação social e cultural do senador Cidinho.

“Quando realizamos concertos com artistas mais populares, você traz um novo público para conhecer a orquestra”, declarou Fabrício.

“Quando realizamos concertos com artistas mais populares, você traz um novo público para conhecer a orquestra”, declarou Fabrício.

Com mais de 30 anos circulando pelo cenário cultural, 20 anos à frente da Orquestra, o maestro assumiu no fim do ano a Sari, a convite da professora Myrian Serra, reitora eleita da UFMT. Após oito anos na Pró-reitoria de Cultura, Extensão e Vivência, Fabrício se depara com a perspectiva de ampliar a busca por recursos externos para a Universidade. Para tanto, firma o diálogo com o mercado, prefeituras, organizações sociais para apresentar as possibilidades que a instituição oferece no campo das pesquisas, formação, exames e concursos com objetivo de conseguir investimentos.

“Os recursos públicos diminuíram nos últimos anos. Por outro lado, a demanda aumentou”, ressaltou.

“A meta para 2020 é de que 30% da população esteja cursando ensino superior, hoje o índice em Mato Grosso é de 13%”, explicou.

Ampliando sua atuação no setor público, o secretário tem sido apontado por setores da sociedade para ocupar o cenário politico nas próximas eleições. Fabrício reafirmou sua intenção de concorrer a cargo eletivo, no entanto não definiu partido: “partidos são espaços importantes, mas precisamos de uma reforma política emergencial, não é possível dialogar com 35 partidos mais 43 na fila, não existem tantas ideologias diferentes, existem sim partidos de aluguel”, critica. Porém são planos que adia para o próximo ano, por enquanto quer percorrer o Estado para fortalecer a UFMT.

Apesar do aumento do número de vagas na universidade pública, ainda falta muito para alcançar o índice proposto pelo Plano Nacional de Educação.

“A meta para 2020 é de que  30% da população esteja cursando ensino superior, hoje o índice em Mato Grosso é de 13%”, explicou.

Com projetos de expansão nos campi pelo interior, em Várzea Grande  cinco cursos de Engenharia já começaram, porém no campus Coxipó. “Para garantir o acesso, às aulas estão acontecendo no campus da Fernando Corrêa, enquanto as obras são finalizadas”.

A Universidade Federal  enfrenta a interrupção das obras de ampliação do Hospital Julio Muller, próximo à Avenida do CPA, e também da construção do campus da Saúde, na rodovia que liga Cuiabá a Santo Antônio do Leverger, cujas edificações efetivadas  correspondem a apenas  10% do projeto. A expectativa é positiva, considerando o compromisso do Secretário de Cidades, Wilson Santos ao sinalizar uma  nova licitação para continuidade do projeto.

“Um projeto que vai contribuir para o desenvolvimento daquela região e com atendimento exclusivo do Sistema Único de Saúde (SUS)”.

Em dezembro, a instituição viveu um drama. A reitora Myrian Serra sofreu um aidente vascular cerebral (AVC) após encerrar seu discurso na abertura do espetáculo do Coral Universitário. Diante do quadro, o vice-reitor Evandro Silva assumiu a condução da maior e mais antiga instituição de ensino do Estado.

“A professora Myrian está se recuperando, já está em casa e em breve retoma suas atividades, por enquanto sua equipe contribui arduamente para a realização do programa elaborado coletivamente em campanha”, comemorou Carvalho.

Confira a entrevista na íntegra:

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER