12.11.2018 | 21h00


VEJA VÍDEO

Narguille é mais potente que cigarro e aumenta 100 vezes risco de câncer

Oncologista André Crepaldi lembra que hábitos e estilo de vida saudáveis reduzem em 30% as chances de desenvolver câncer


DA REDAÇÃO

Com o envelhecimento da população, os números de casos de câncer tendem a aumentar, porém com estilo de vida mais saudável é possível encarar o tempo com mais saúde. Em entrevista ao site , o médico oncologista André Crepaldi aponta atitudes que reduzem em 30% o risco de desenvolver câncer a partir de um estudo americano. Alimentos como carnes processadas, por exemplo, têm sido apontados como substâncias cancerígenas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). 

O médico alertou sobre o malefício do uso de Narguille, muito mais potente em toxidade do que o cigarro, aumentando mais de 100 vezes os riscos de desenvolver doenças: "Podem acontecer uma série de tumores por estímulos dessas substâncias ruins". E para que o organismo retome seu nível normal leva cerca de 10 anos.

André comentou que os casos de câncer do colo de útero têm como causa, em cerca de 90 %, o HPV, e nos homens, a maioria dos casos de  câncer de pênis também estão relacionados com o vírus. "O mais imprtante é divulgar a vacinação entre meninos e meninas, que vai reduzir muito o aparecimento da doença". O médico também alertou que o HPV está relacionado ao câncer orofaringe, geralmente provocado pelo sexo oral sem preservativo.

Confira a entrevista na íntegra:

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER