17.07.2017 | 12h10


VEJA O VÍDEO

Congresso espírita revela que amor é 'chave' para a saúde emocional

Entre os temas estão como desenvolver o amor, o perdão e o complexo de culpa. A entrevista também trata sobre depressão e suicídio.



Com foco no desenvolvimento do autoconhecimento e na saúde emocional, por meio do perdão e do amor próprio, o 6º Congresso Espírita de Mato Grosso acontece a partir do dia 17 de agosto, em Cuiabá, no Hotel Fazenda Mato Grosso.

Em entrevista ao , Nestor Fidélis, membro da diretoria do FEEMT, fala sobre a importância de desenvolver o amor nas relações familiares, evitando as consequências do desamor que vêm em situações de violência e abandono.

Nas palestras o participante poderá entender melhor que a “chave” para a saúde emocional está muitas vezes em se perdoar, perdoar ao próximo e superar os erros.

“Estamos  em um movimento não raro de nos culparmos, de  nos culparmos e nos considerarmos indignos de sermos felizes (...) Esse movimento de nos punir isso não é bom nem para nós nem para quem convive conosco. Isso vai atrasar o nosso progresso”, observa Nestor.

Na entrevista, ele ainda fala sobre a visão e orientação do espiritismo em relação aos casos de depressão e suicídio. Nestor avalia que todos são situações espirituais que precisam de certa investigação, e ressalta que  “não raro é fruto de uma vida voltada apenas para o imetiatismo, sensualismo , materialismo”.

No caso do suicídio, o diretor espírita destaca que a ação ocorre como uma falsa solução.

“Não resolve nada. Ao contrário, só agrava a situação da pessoa e da família que fica. A doutrina espírita tem toda uma abordagem para mostrar que o suicídio é um grande engano e é uma situação que vai exigir mais esforços ainda para recuperar”, destaca.

O 6º Congresso Espírita ocorre até o dia 20 de Agosto. A programação pode ser conferida e as inscrições podem ser feitas pelo site: www.feemt.org.br

 

Veja o vídeo











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER