03.04.2019 | 14h40


ESQUEMA NA SAÚDE

TJ adia julgamento de soltura de ex-secretário preso na Operação Sangria



A Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) adiou, no início da tarde desta quarta-feira (03), o julgamento dos habeas corpus do réus presos na Operação Sangria, que são acusados de participar de fraudes em licitações na saúde pública da Capital e do Estado, dentre eles o ex-secretário de Saúde de Cuiabá, Huark Douglas.

Também solicitaram liberdade Fábio Liberali, Fábio Taques, Kedna Iracema Servo, Luciano Correia e Celita Liberali.

Eles retornaram à prisão no último sábado (30) por conta de novos desdobramentos da Operação Sangria.

Os magistrados adiaram o julgamento dos HCs por conta de um pedido da defesa dos réus, que alegaram que precisavam inserir mais documentos nos autos do processo.

Leia mais

Justiça manda prender, de novo, ex-secretário de Emanuel e mais 5 por fraudes na Saúde

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER