Cuiabá, 17 de Janeiro de 2017

Facebook Twitter Rss
07.01.2017 | 08h00
A- | A+


DIRETO AO PONTO / REDE GLOBO

Site aponta pressão de governos a jornalistas e cita TVCA



Divulgação

Clique para ampliar

Clayton Pascarelli foi demitido de afiliada da Globo no Amazonas porque criticou governador

Apresentador do "Bom Dia, Amazonas", da afiliada da TV Globo em Manaus, o jornalista Clayton Pascarelli foi demitido na quarta-feira (4), um dia depois de fazer um comentário crítico ao governador do Amazonas, José Melo (Pros), por causa da morte de 56 presos em uma guerra de facções no Complexo Penitenciário Anísio Jobim.

Numa coletiva, divulgada no telejornal de terça-feira (3), o governador dizia que avaliava conceder um pacote de regalias aos presos do Estado. Coapresentadora do telejornal, Luana Borba observou que era "no mínimo, curioso" o governador dar privilégios a detentos que cometeram uma "barbárie". "Bom, deste Governo nada mais me assusta", afirmou Pascarelli, em seguida.

Segundo o site UOL, a demissão de Pascarelli evidencia a fragilidade da independência jornalística de afiliadas da maior rede de televisão do país. E cita que ele não é a primeira vítima da pressão de governos. Em 2016, o repórter da rede Alex Barbosa foi demitido pela TV Centro América (Cuiabá), após tentar comprovar como o tráfico de drogas age facilmente na fronteira com a Bolívia. Ele percorreu 600 quilômetros de estrada transportando 240 quilos de gesso, como se fossem pacotes de cocaína.

"A pressão sobre jornalistas investigativos de afiliadas, principalmente do Norte e Centro-Oeste, é grande. Além do risco de perder o emprego por causa de políticos, há a ameaça de grupos criminosos", diz a reportagem.

Leia AQUI a íntegra da reportagem do UOL.

 



(1) COMENTÁRIOS









Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Gilston  07.01.17 10h33
É uma vergonha,pra não dizer outra coisa, nos tempos atuais, a mídia ter que comer na mão desta gente "suja com corrupção" dos governos. O jornalista ta lá pra fazer a pergunta que o povo em geral não tem a oportunidade de faze-las.É por isso que eu vejo sempre os repórteres ao fazer a pergunta e já na mesma pergunta já coloca resposta "favorável" na boca do governador ou prefeito. Exemplo que ja vi ( o senhor, que pegou o Estado falido, como o senhor vai fazer pra resolver esta roubalheira que houve no passado). São este tipo de pergunta que eles prefeitos e governadores adoram.Fico puto com este tipo de perguntas induzindo a resposta favorável ao entrevistado.

Responder

14
1

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER