13.07.2019 | 09h40


O CRIME COMPENSA

Silval vai comprovar leituras e reduzir um ano e meio de prisão por corrupção



O ex-governador Silval Barbosa tem até o dia 31 de julho para apresentar certificados emitidos pela Secretaria de Justiça (Sejudh) sobre trabalhos e leituras realizados durante prisão, com o objetivo de garantir a redução de pena em um ano e meio (564 dias), sobre a condenação de 13 anos e sete meses de prisão.

A determinação foi expedida pelo juiz Leonardo Pitaluga, da Vara de Execução Penal de Cuiabá.

Silval cumpre pena em regime semiaberto desde o dia 21 de maio.

Nesse regime, ele pode circular livremente das 6h às 22h, durante os dias de semana, finais de semana e feriados. O ex-governador deve cumprir dois anos e seis meses no regime semiaberto diferenciado.

Silval líder confesso de um esquema de corrupção, que operou entre os anos de 2011 e 2014 no Governo do Estado, de onde foram desviados cerca de R$ 1 bilhão, foi condenado a 13 anos e sete meses de prisão por organização criminosa, concussão e lavagem de dinheiro, mas passou a cumprir prisão domiciliar em julho de 2017, antes de completar dois anos preso no Centro de Custódia de Capital (CCC).

A progressão de pena de prisão domiciliar para regime semiaberto foi decretada pelo juiz Geraldo Fidelis, da Vara de Execução Penal de Cuiabá, que acolheu parecer do Ministério Público.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

ana  13.07.19 11h43
e a grana???

Responder

1
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER